Jeová Campos defendeu a aprovação do pedido de empréstimo do governo estadual junto ao BB


Jeová Campos defendeu a aprovação do PL de empréstimo

Os debates na ALPB na manhã desta terça-feira (15), durante a sessão que apreciou o Projeto de Lei Nº 637/2015, novamente dividiram parlamentares da oposição e situação. Jeová Campos foi um dos deputados que subiu a Tribuna para defender a autorização de solicitação de um empréstimo de R$ 700 milhões, que será feito pelo Governo do Estado, junto ao Banco do Brasil. “O Estado está apto a contratar o empréstimo, precisa destes recursos para investir em infraestrutura e Programas de Desenvolvimento, essa ação será importante para a população paraibana e, portanto, não vi sentido algum a oposição votar contra essa proposta”, disse Jeová.

Para o parlamentar, que é vice-líder do governo na ALPB, quem votou contra a aprovação do empréstimo está contra a Paraíba.

“Não é possível que a oposição não enxergue a necessidade deste empréstimo e que queira trazer para a ALPB a tática nociva que a oposição faz em nível nacional, no Congresso, que prega o quanto pior melhor”, disse Jeová.

O parlamentar lembrou ainda que o mais importante na atual conjuntura é pensar nas necessidades do povo que só poderão ser atendidas em sua plenitude com esses recursos advindos deste empréstimo.

O parlamentar refutou ainda a colocação de alguns deputados da oposição que alegaram ser o projeto  ‘inconstitucional’ porque o Governo do Estado estaria ultrapassando a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Não existe nenhuma inconstitucionalidade, pois os recursos não serão destinados a custeio e nem o pagamento de folha, mas sim, para investir em infraestrutura.  O governo não seria irresponsável de encaminhar um projeto inconstitucional para apreciação dos deputados”, finalizou Jeová, que comemorou a aprovação da matéria, que foi votada em regime de urgência, por ampla maioria do plenário.

O empréstimo será destinado ao financiamento do Programa Investimento em Infraestrutura na Paraíba, que tem como foco implementar melhorias estruturantes e de qualificação, contribuindo para a produção de bens e serviços básicos que resultem na melhoria da qualidade de vida da população, especialmente das pessoas de baixa renda.

NEWS COMUNICAÇÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *