Jeová alerta prefeitos sobre prorrogação do prazo para adesão ao programa de construção de barragens


Jeovaa

O presidente da Frente Parlamentar da Água da ALPB, deputado licenciado Jeová Campos faz um alerta para que os prefeitos dos municípios em situação de emergência, por causa da seca, não deixem de aderir ao programa de barragens subterrâneas. “Esse programa de inclusão produtiva, que integra uma das ações do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem do governo estadual, se constitui numa oportunidade única, onde a prefeitura entra com uma pequena contrapartida para ser beneficiada”, destaca Jeová.

O prazo inicial de adesão ao programa foi prorrogado de 10 de agosto para o próximo dia 31, em função da baixa procura das prefeituras. “Mesmo com dificuldades, com pouco dinheiro em caixa, penso que os gestores municipais devem fazer um esforço para participar do programa”, afirma Jeová, lembrando que a adesão das prefeituras vincula a contrapartida do município às obras, através da utilização das máquinas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e ao combustível gasto na operação das mesmas na construção das barragens subterrâneas.

“A construção das barragens subterrâneas é uma ação que permite armazenar água no subsolo para ser usada na agricultura em tempos de estiagem, por isso ela é tão importante e a oportunidade que o governo está dando aos municípios é muito boa”, diz Jeová Campos.

A meta do programa, que é operacionalizado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), é construir duas mil barragens, beneficiando cerca de 50 mil agricultores familiares paraibanos. Cada prefeitura, segundo declarações do secretário da Seadfds, Lenildo Morais, gastará em média de seis a oito horas de máquina, equivalente a cerca de R$ 200,00 de combustível, enquanto o Governo entrará com, aproximadamente, R$ 3 mil para cada barragem.

NEWS COMUNICAÇÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *