Interpretando Zé do Norte, Socorro Lira se consagra melhor cantora regional no 23º Prêmio da Música Brasileira



A paraibana Socorro Lira foi eleita a melhor cantora regional na 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira.

A artista recebeu o troféu das mãos de Zélia Duncan, que apresentou, junto com a atriz Luana Piovani, a cerimônia de premiação realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

“Foi uma festa linda”, disse Socorro Lira, por telefone, da capital carioca. “Trata-se da premiação mais importante da música brasileira, e só quando você participa é que tem a verdadeira dimensão do que é. Mal caiu a ficha. Estou muito contente”.

Socorro Lira foi premiada pelo CD Lua Bonita – Zé do Norte 100 Anos (Tratore, 2011), em um evento que teve como grande vencedor outro nordestino: o pernambucano Herbert Lucena, que voltou para Recife com os troféus de melhor cantor e álbum regional, além de melhor projeto gráfico por Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê De Graça Tudo Aquilo Que Eu Tenho Para Vender (Coreto Records, 2011).

Segundo Socorro Lira, o prêmio que ela conquistou terá seu mérito dividido com muitos outros parceiros. “Este prêmio não é só meu, mas é uma luta de muita gente. Ele carrega não só a minha história, mas a história de muitos compositores do Nordeste”, declarou.

Parte de um projeto que já rendeu quatro CDs, Lua Bonita – Zé do Norte 100 Anos começou a ser gravado em 2008, ano do nascimento do ilustre cajazeirense.

No fim do ano, Socorro Lira pretende fazer um show relembrando os 20 anos da morte de Zé do Norte. Elba Ramalho (uma das veteranas do Prêmio da Música Brasileira) foi uma das convidadas para a apresentação.

 

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *