Insatisfeito, técnico do Paraíba de Cajazeiras critica atuação do time: “Foi uma vergonha”


dsc_0076_1

Pedrinho Albuquerque não economizou nas críticas ao desempenho da equipe do Paraíba, após a derrota por 3 a 0 para o CSP, pela 3ª rodada do Campeonato Paraibano. Ao final da partida, o treinador falou sobre os problemas do Tricolor do Sertão no sistema defensivo e a maneira como os atletas se comportaram diante da equipe de arbitragem. E encerrou comentando sobre ajustes para a partida contra o Treze, na quinta-feira.

 

– Faltou competência na hora de finalizar. A equipe tem que jogar. Fazer o que foi planejado. Mas foi uma vergonha. Jogaram muito abaixo da crítica. Tivemos apenas lampejos de um bom futebol no início dos dois tempos e cedemos muitos espaços e não marcamos ninguém, e nós erramos muito, fomos muito mal – avaliou Pedrinho.

Além de censurar o sistema defensivo do time, Pedrinho Albuquerque criticou a postura de seus atletas que reclamaram da arbitragem.

– Não tem o que explicar, meu time queria brigar com o juiz o tempo inteiro. Achei que o pênalti não teve tanto contato, mas tudo bem, o time melhorou quando tocou bola principalmente no segundo tempo, mas precisam jogar e não brigar. Agora é ajustar esse erros e, se preparar para bem para pegar o Treze – enfatizou.

Apesar de criticar o time por reclamar da arbitragem, Pedrinho foi um dos que mais discutiu com o árbitro Pablo dos Santos. Durante vários momentos da partida, os dois bateram boca.

Essa foi a primeira derrota do time no campeonato. Antes, o time do sertão havia empatado com o Botafogo por 0 a 0, e vencido o clássico da cidade de Cajazeiras sobre o Atlético por 1 a 0.

Mas mesmo com a derrota, o Paraiba se manteve na terceira posição do Grupo A Isto porque, o time foi beneficiado pela derrota do Auto Esporte por 4 a 0, para o Treze, no Amigão. E é o Galo da Borborema o próximo adversário do Tricolor. Os comandados de Pedrinho voltam à campo, na próxima quinta-feira, no Perpetão, às 20h30.

GLOBO ESPORTE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *