Icasa consegue liminar na justiça comum e pode jogar a Série A

TATYANA
0
AM3 – 250×250

Icasa-x-Figueirense

O departamento jurídico do Icasa acionou a 4ª Vara Cível da Barra da Tijuca, na última quinta-feira, tentando derrubar a tese de prescrição, levantada pelo STJD, e disputar o Campeonato Brasileiro Série A. A primeira vitória do recurso na justiça comum aconteceu nesta terça. A juíza Érica de Paula Rodrigues da Cunha concedeu liminar ao Icasa, obrigando a CBF a incluir o clube no Campeonato Brasileiro Série A deste ano, sob pena de multa diária de 100 mil reais.

De acordo com o advogado alviverde Carlos Eduardo Guerra, a CBF deve ser notificada ainda nesta terça e vai se posicionar. “O oficial de justiça de plantão já está a caminho da entidade”, confirmou. A liminar pode ser cassada pela CBF. “Estamos preparados para um recurso e vamos continuar lutando, pois o Icasa tem direito legítimo de disputar a Série A”, explicou.

O argumento utilizado pelo Icasa na justiça comun é de que o prazo da denúncia na justiça desportiva não estava prescrito. “O código é muito claro, uma matéria como essa só poderia ser considerada a partir do conhecimento do fato e não do dia em que o fato ocorreu”, disse Guerra, referindo-se a escalação irregular do volante Luan, na segunda rodada da Série B do ano passado.

Para o advogado icasiano, a questão defendida pelo clube não tem nenhuma relação com o polêmico caso da Portuguesa. “Nós estamos certos e temos como mostrar, todos os documentos e o próprio código apontam pra isso, não tem nada a ver uma coisa com outra”, comentou.

Nessa quarta acontecem as eleições para presidente na CBF, que deve aclamar Marco Polo del Nero. As 27 federações estaduais e os 20 clubes da Série A têm direito a voto. O presidente do Icasa Paz de Lira e o gestor de futebol Emerson Maranhão viajam nessa madrugada para o Rio de Janeiro e devem participar do pleito. “Vamos sim (viajar), estaremos cumprindo o compromisso de votar na eleição”, confirmou Maranhão.

DIÁRIO DO NORDESTE
ELIANE BANDEIRA

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.