Galo da Madrugada vai desfilar com boneco gigante de Ariano Suassuna


GALO-DA-MADRUGADA

O escritor Ariano Suassuna além homenageado do Galo da Madrugada – maior bloco de carnaval do mundo segundo o Livro Guiness dos Recordes – terá direito a um boneco gigante seu durante o desfile da agremiação no sábado de carnaval do Recife.

Sílvio Botelho, artesão considerado o pai dos bonecos gigantes de Olinda, está trabalando, juntamente com sua equipe, para fazer a apresentação oficial do boneco gigante de Ariano Suassuna no próximo dia 10 de fevereiro.

O boneco gigante de Ariano Suassuna vai desfilar com o Galo da Madrugada acompanhado do temido cangaceiro Severino Aracaju, personagem de sua obra teatral “Auto da Compadecida”.

Sílvio Botelho

O artista plástico Silvio Botelho é o grande responsável pela existência dos Bonecos Gigantes no carnaval de Olinda, Pernambuco. O trabalho não é nada fácil e consome muito isopor, papel, madeira e fibra de vidro, para confecção da cabeça, mãos e corpo do boneco, que deve ter um suporte para se acoplar ao carregador. Além, é claro, de metros e metros de tecido para costurar as roupas dos personagens em tamanhos pouco ortodoxos. O artista tem o seu ateliê situado estrategicamente na ladeira do Amparo, um dos endereços mais tradicionais da Cidade Alta.

Natural de Olinda, Sílvio Botelho começou a trabalhar no Carnaval aos nove anos, confeccionando máscaras. Mas, sua maior vontade era produzir grandes bonecos. A oportunidade surgiu em 1974, quando o carnavalesco Ernandes Lopes sugeriu que Botelho confeccionasse o terceiro boneco da cidade que deveria se chamar Menino da Tarde e medir 2,90 metros. O novo integrante representaria o filho do Homem da Meia Noite com A Mulher do Dia.

Ao ver o resultado, o renomado artesão Roque Fogueteiro ficou impressionado com a beleza da obra e aconselhou Botelho a prosseguir no caminho da arte. A partir daí, o “pai dos bonecos” não parou de produzir seus gigantes. É o criador de quase 90% dos bonecos gigantes que animam o Carnaval de Olinda. Botelho abre ao público, de segunda a sexta, as portas do seu ateliê localizado na rua do Amparo. Anualmente, o local chega a receber mais de cinco mil visitantes.

O NORDESTE

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *