Galego dos Cocos confessa ter assassinado duas mulheres em Cajazeiras


Um trabalho de investigação feito pelos agentes do GTE de Cajazeiras, bem como o trabalho realizado da Polícia Científica (IPC), culminou com elucidação da morte da jovem Victória Albuquerque, que tinha 17 anos, e que teve sua ossada encontrada na manhã dessa terça-feira no Sítio Santo Onofre zona Rural de Cajazeiras.
Segundo o trabalho de investigação, bem como da perícia, Victória foi morta por asfixia e golpes de porrete.

No local do crime, a Polícia Científica colheu provas, que juntada com depoimentos, ajudaram a identificar o principal suspeito de ter praticado o crime.

Na tarde dessa quinta-feira (17), José Giunes do Nascimento Diniz, 19 anos, vulgo Galego dos Cocos, morador do sítio Queimadas, zona Rural de Cajazeiras, foi ouvido e confessou o crime que, possivelmente, foi cometido no dia 01 de julho.

O acusado contou que matou a adolescente após o uso de drogas, no qual teria sentido uma ira por que Victória supostamente teria aprontado contra o mesmo no passado.

Galego dos Cocos, foi o mesmo que matou a jovem Thayza Criszantina Alves de Lima, 28 anos, que teve seu corpo encontrado no dia 18 de julho dentro de um matagal, no sítio Capoeiras Sul, em Cajazeiras.
O acusado também é suspeito de tentar abusar de uma criança de onze anos, fato ocorrido no Sítio Queimadas, onde o crime só não foi consumado devido à intervenção de um irmão do acusado.
Giunes também será investigado por outro crime onde é acusado ter abusado de uma jovem e roubado seu celular. Ele está preso na Penitenciária Padrão de Cajazeiras, onde está à disposição da Justiça.
COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO ANGELO LIMA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *