Funcionários dos Correios fazem greve e protestam contra privatizações


Os funcionários dos Correios da Federação Interestadual dos Sindicatos dos trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) farão assembleias nesta terça-feira (26) para decidir se aceitam propostas do acordo coletivo para o biênio 2017/18 negociados na última sexta-feira (22).

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) entrou em greve na última sexta-feira (22). Os Correios propõem o reajuste de salário de 3% a partir de janeiro do próximo ano.

A Findect é formada pelos servidores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins e Maranhão. Segundo a Federação, os quatro estados correspondem por 75% do fluxo postal do país e detém cerca de 40% do quadro de funcionários da empresa.

Já a Fentect, responde pelos demais estados do Brasil. A federação, que detém 60% do quadro de funcionários e movimenta cerca de 25% do fluxo postal do país, decidiu entrar em greve “antes do final das negociações”, segundo os Correios.

[ads2]

 

Em Cajazeiras, as reclamações, por parte da população, em relação ao atraso das correspondências, especialmente boletos bancários, é muito grande e com a greve, a situação tende a piorar.

Segundo o carteiro Mendonça, os carteiros e demais funcionários e a própria população precisam resistir a esse desmonte dos Correios.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *