Florir com o riso a terra amargurada

A COLUNA DE RAFAEL HOLANDA

A vida é cercada de episódios interessantes, enquanto alguns viram a cara para não lhe cumprimentar, outros buscam estender as suas mãos, como gestos de amizades e agradecimentos.

Ninguém consegue viver na solidão, ninguém consegue se nutrir com o peso de sua riqueza, se faz necessário que o homem tenha pelo menos alguém de sua confiabilidade, para enfrentar as eventuais tempestades.

O bom da vida é procurar florir com riso a terra amargurada de quem sofre, de estender mãos que sejam capazes de consolar, de lágrimas que sejam capazes de minimizar a dor da imensa tristeza.

O homem que vive com o coração amargurado é capaz de morrer em vida, por não encontrar guarida em alguém, pois os seus dias são fechados para o brilho do sol, e apenas a noite de forma silenciosa entende a sua incerteza.

Bem-aventurado seja sempre quem procurou com gestos simples engrandecer a arte de viver, pois assim, quando chegar a hora de partir, as estradas do outro mundo já se encontrarão abertas para o retorno do lar.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *