Feijoada da AC2B: tempo de pedir desculpas, tempo de agradecer


SALES FERNANDES

Cajazeirenses e Cajazeirados, meus conterrâneos!

Na condição de estar Diretor de Comunicação da AC2B- Associação de Cajazeirenses e Cajazeirados em Brasília, quero de forma pessoal ensejar neste momento uma pequena reflexão e pedir um minuto da sua atenção, para algo que considero fundamental na trajetória de um ser humano. Assim como é Bíblico o tempo de plantar e de colher, na vida há tempo de pedir desculpas e o mais importante ainda, de reconhecer e agradecer.

O nosso evento Feijoada da AC2B, foi um sucesso e superou todas às nossas expectativas.
Por isto, quero agradecer primeiro a Deus,segundo a confiança que a Diretoria da AC2B depositou em mim, terceiro aos nossos patrocinadores e parceiros e por fim à todos que nos prestigiaram com à sua honrosa presença.

Aos nossos companheiros de Diretoria da co’irmã AC3 de Fortaleza, promotora do 10º Baile do Reencontro.

Ao meu irmão de fé camarada Bira Assis, meu parceiro na organização da nossa Feijoada, além da minha querida esposa Rejane que além de tolerar o meu estress, foi minha coadjuvante na venda de ingressos na bilhetria do clube.

Aos nossos patrocinadores a começar pelo empresário e engenheiro Constantino Cartaxo Jr, da Construtora Planc de João Pessoa, que sempre investiu e acreditou em nossas promoções e eventos.
Aos nossos estimados amigos Arlan e Zerinho da Marajó, que também sempre apostaram em nós.
Aos empresários Sr. José Cavalcantí e Kildare do Grupo Cavalcantí Primo,colaboradores indispensáveis a AC2B.

Aos amigos Alberto da Construcenter e Raimundo Jr. das Plancas de Bronze.

Aos engenheiros Alexandre Costa, Fernando Sávio e Humberto Jr. do emprendimento Loteamento Brisa Leste de Cajazeiras.

Ao empresário Osvaldo Martins da Dical, amigo da AC2B que não mede distância.

Ao empresário Ronaldo da R&M multimarcas, cliente da renomada Odontóloga e nossa querida amiga e irmã de fé Drª Clizélia Assis, que sem o seu pretígio pessoal não teríamos como chegar ao patrocínio do mesmo.

Aos nossos parceiros Rubismar Galvão e a Diretoria do Cajazeiras Tênis Clube, ao amigo Essuélio Moraes do Gravatá Flat Hotel que viabilizou junto a Dr. Oscal Sobral, a presença da Cachaça Piranha para degustação dos nossos convidados.

Ao empresário Rony da Ronivel Veículos que colocou um carro à disposição da nossa diretoria e do nosso evento.

Ao casal João Eudes e Elza da Gráfica Pontual, a George Leite da Arte Serigrafia e a Pedro da Silva e equipe nosso Chef da Feijaoada.

As amigas Ângela e Diza, responsáveis pela venda de camisas em João Pessoa e ao sobrinho da minha esposa Cássio, que vendeu e entregou em domicílio camisas em Cajazeiras.

Aos nossos fraternos parceiros das Redes Sociais; Dr. Dirceu Galvão do Sete Candeeiros Cajá, a Petson Santos do Diário do Sertão, a Crhistiano Moura do Blog Coisas de Cajazeiras e a J.França do Portal Czn. a Lenilson Oliveira da Revista Destaque e a Mário Bemben que filmou nosso evento.

Ao nosso extraordinário Grupo Musical Os Bembens de Brasília, que deu um Show como sempre e nos encheu de orgulho, aliado as participação especiais do nosso Nego Riba e Glauco Meireles, de Santino e Paulo Porto e até o Profº Abraão, tio do nosso Max que também deu uma palhinha na apresentação do nosso grupo musical.

Por fim, externar do fundo do coração o nosso mais sincero pedido de desculpas à todos quantos se sentiram chateados e magoados com razão, por instantes por nossa indelicadeza, por algum excesso cometido, ninguém pode imaginar a carga de estress, acumulado depois de noites mal dormidas, da ansiedade pela falta de energia que prejudicou a sonorização e o início da nossa festa, além da falta de compreensão de alguns que nos criticavam pela quantidade de camisas com venda esgotada, apesar de havermos disponibilizado 200 convites de forma antecipada com direito a feijoada, e a venda individual de ingresosna hora, é bem verdade sem direito ao Feijão Maravilha, mais que honestamente informado aos que prestigiaram o nosso evento e que no final das contas, todos comeram, beberam e se divertiram muito, por isto é que nosso objetivo foi alcançado. Repito os nossos mais sinceros pedidos de desculpas a todos que se sintiram atingidos, afinal de contas nem Jesus o Mestre agradou a todos.

Temos consciência que demos o melhor de nós para proporcionarmos uma Festa de Confraternização, e prometemos a todos que esta reflexão nos servirá como lição de vida para oferecermos muito mais, o que tiver de melhor para o sucesso da nossa próxima realização. Afinal a AC2B tem a missão de congregar, de irmanar, de diminiur distância entre Cajazeirenses e Cajazeirados, de ser a grande ponte da amizade, um elo entre conterrâneos que se orgulham do espírito de Cajazeirabilidade,coisa que não existe em nenhuma outra cidade do mundo. E pra finalizar, plageando o nosso Bira quando encerrávamos o nosso Alô Cajá ! a última palavra é aque fica; Obrigado! Muito Obrigado a todos.

Abraço fraterno e saudações Carrazeirenses!

SALES FERNANDES É DIRETOR DE COMUNICAÇÃO DA AC2B

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *