Exploração de petróleo na bacia do Rio do Peixe deve começar em agosto; investimentos na área chegam a R$ 1,5 milhão



A Paraíba vive mais um momento de expectativa na exploração de petróleo. O consórcio Cowan Petróleo e Gás/Lábrea Petróleo prevê para agosto deste ano o início da exploração de poços de petróleo na Bacia do Rio do Peixe, no Sertão paraibano. De acordo com o engenheiro de produção da empresa, Tiago Toller, o investimento da iniciativa na região da Bacia do Rio do Peixe está orçado em, aproximadamente, R$ 1,5 milhão.

Inicialmente, o consórcio trabalhará na perfuração de um poço para análise. Toller afirmou que este poço terá 1.040 metros de profundidade. “Estamos finalizando a aquisição da Licença Ambiental”, informou.

De acordo com o diretor técnico da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), Ieure Amaral, a Sudema já inspecionou o local e agilizou todos os trâmites para o licenciamento ambiental para a instalação do poço exploratório de petróleo. “Para a emissão da licença ambiental estamos aguardando o documento que depende única e exclusivamente do interessado”, comentou.

Ieure explicou que para a licença ser liberada, a Cowan deverá entregar o documento de anuência do superficiário para a instalação do poço exploratório de petróleo, que trata-se da permissão do proprietário da área onde será realizada a atividade de perfuração. O diretor-executivo da Cowan, Guilherme Santana, assegurou que a documentação será encaminhada ainda neste mês para que o calendário previsto se cumpra. “Queremos começar em agosto sem falta”, afirmou.

O diretor revelou ter boas perspectivas em relação aos resultados da perfuração por causa da localização dos poços, embora tenha revelado que ficou receoso após as perfurações realizadas pela Petrobras e pela UTC Engenharia – que, no primeiro bimestre do ano passado, cavaram, sem sucesso, poços na região Oeste da Bacia do Rio do Peixe.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *