Eu rezo por toda geração. Pela geração que agora está viva, e por tudo que está chegando e por tudo que haverá de vir. Pelos bons que encantam a vida, pelos que nascem tristes e sofridos, pelas dores que cruzam caminhos e percorrem labirintos levando consigo uma imensidade de lágrimas.

Pela paz que não chega, por mãos que confortam, pelas magoas que caminham na imensidão de olhos e ouvidos e estes são incapazes de enxergarem ou ouvirem. Pelo silencio da noite, pela chuva mansa que cai ao solo e caminha de forma lenta para construir os rios que correm.

Como seria bom que o céu com sua cor predileta de uma azul sem igual enfeitasse os dias dos que sucumbem nas periferias, dos que moram embaixo das marquises, dos que pedem um dia a mais para sentir a beleza do entardecer, o riso da vida e alegria de viver.

Ilumina os nossos olhos com a luz delicada de sua Orientação e que os nossos ouvidos fossem deliciados com a melodia da Sua palavra, com a finalidade de orientar a humanidade a viver na concepção de uma só nação e as religiões uma só família, tendo a terra como nosso lar.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *