Escolas de Esportes em Cajazeiras, porque não?

A COLUNA DE REUDESMAN LOPES FERREIRA

Somos uma cidade movida pela educação, essa é a maior “indústria” de Cajazeiras. Temos uma Universidade, uma Escola Técnica de Saúde e um Instituto Federal, várias Faculdades com ensino presencial e semipresencial e um universo fantástico de Escolas Públicas e Privadas que vão desde o maternal até o Ensino Médio.

Em épocas passadas, muitos, como nós, tivemos que nos deslocar a um centro maior para buscar a nossa graduação, isso porque aqui não encontrávamos aquele curso dos nossos sonhos. Hoje, a realidade é bem diferente, a terra do Padre Rolim, alicerçada neste sonho do nosso fundador, já propicia aos seus filhos que mesmo aqui, na amada terrinha, possa conseguir a sua graduação em um leque de muitos cursos que nos são facultados pelas instituições de ensino superior que dispomos, outros tempos e nova realidade, com as bênçãos do Padre Rolim e as graças de Deus.

Quando da minha passagem pela, ainda, UFPB, Centro de Formação de Professores, Escola Técnica de Enfermagem, lembro que participava de um trabalho voluntário junto a FUNDAC local e naquele instante idealizei um projeto que o denominei de Escola de Esportes e, este, se baseava em aulas práticas de várias modalidades esportivas, entre elas: Voleibol, Basquetebol, Handebol e Futsal, práticas que haviam local para iniciação da garotada. O problema é que os meus alunos, faziam parte do grupo da FUNDAC com crianças e jovens adolescentes em risco e eles só queriam saber de praticar o Futsal, mesmo assim, ainda tivemos alguns momentos com relação aos outros desportos acima citados.

Depois de passado esse tempo e jogando agora para a nossa atual realidade, estamos vendo prosperar as Escolinhas de Futebol e de Futsal de Cajazeiras, mas, apenas essas duas modalidades e, como um decano na Educação Física, tenho sido procurado e sempre indagado sobre a causa de não termos Escolinhas de Voleibol, Basquetebol e outras modalidades.

Tenho sido um crítico com relação ao trabalho que a Secretaria de Esportes deste município faz ao longo da sua existência quando patrocina totalmente os campeonatos de várias modalidades em nossa cidade, entendo que a criação de uma Escola de Esportes dando ênfase a outros esportes seria um fenomenal projeto que abrangeria a nossa criançada, além, claro, de ser um instrumento muito forte no combate aos vícios que estão a tomar conta da nossa juventude. Com a palavra a Secretaria de Esportes e o competentíssimo secretário Ninha. Não tenho dúvidas, este seria um presente para crianças, jovens e adolescentes da terra do Padre Rolim.

Futebol feminino

O Campeonato de Futebol Feminino de Cajazeiras que tem participação de oitos equipes está chegando à sua final e pelo que pude observar no sábado dia 12, a competição tem empolgado os amantes do futebol, posso dizer que vi a presença de um bom público. Também, conversando com amigos que sempre estão se fazendo presente aos jogos, eles nos afirmaram que o nível técnico está muito bom. Como este foi o primeiro campeonato desta categoria na era Ninha, acreditamos que o próximo será ainda muito melhor e assim o futebol feminino que em outros tempos foi destaque em Cajazeiras, vai se massificando em nossa região.

Vem de longe

Vi pelas redes sociais um vídeo que mostra como está a cobertura do Ginásio Irmã Nirvanda lá nas casas populares. Este problema vem de longe, para ser sincero, vem desde a sua inauguração e acredite se quiser. Ele foi inaugurado, pasmem os senhores, faltando algumas telhas e justamente onde hoje foi mostrado o problema. Passado alguns dias fui saber lá na Prefeitura Municipal a causa da falta das telhas, o secretário na época me tranquilizou dizendo que as telhas seriam colocadas, na verdade, passou essa administração que não me recordo de quem e as telhas não foram postas.

BOLA DENTRO

Para a Empresa Marqueza pela doação dos pedestais para o Museu do Futebol de Cajazeiras. Que outras empresas nos ajudem a mostrar a rica história desta cidade. Obrigado, vocês merecem a NOTA 10!

BOLA FORA

Para a monotonia que atualmente a Formula I vem mostrando aos seus milhares de apaixonados pelo mundo afora. Perdeu a graça de ver a Mercedes brigando com a Mercedes. NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *