Empresário diz que vai revelar nome do vereador de São João do Rio do Peixe que teria assediado jovem mulher


raimundo-da-farmacia-800x600

O empresário Raimundo Dantas, conhecido como Raimundo da Farmácia (foto), está acusando um vereador da cidade de São João do Rio do Peixe, Sertão paraibano, de ter assediado uma jovem, após lhe dar uma carona. O caso teria acontecido no início deste mês, mas só veio a tona após postagem do empresário na rede social Facebook.

“Ato de desrespeito a uma pessoa meiga. Dá uma carona a uma jovem e atacá-la, coisa que não pode ser feita nem com uma prostituta”, denunciou.

Apesar da denúncia, Raimundo não citou o nome do empresário. A delegacia da Polícia Civil de São João do Rio do Peixe não soube informar se foi registrada queixa contra o político.

Na Justiça – Os onze vereadores da Casa Raimundo Gomes Pereira, da cidade de São João do Rio do Peixe vão entrar com Ação de Interpelação Judicial contra o empresário Raimundo Dantas (Raimundo da Farmácia), que usou as redes sociais para fazer a denúncia.

Os vereadores procuraram o advogado Paulo Sabino para representá-los na Justiça, pois se sentiram prejudicados quando o empresário deixou de citar o nome do suposto autor do crime. O advogado confirmou as informações e explicou que vai pedir à justiça que o empresário cite o dia da ocorrência do suposto fato, o nome do suposto vereador envolvido e o nome da suposta vítima.

Marcha ré – Para acabar com a polêmica, Raimundo da Farmácia se pronunciou e contou como o fato ocorreu. Ele disse que o fato ocorreu há mais de seis meses, mas por ficar com vergonha não tinha divulgado ainda.

“Foi dentro de Cajazeiras. Estava vindo a pé para minha farmácia e por acaso, encontrei o vereador que me ofereceu carona e ao chegar no comércio estava uma pessoa minha que precisava ir ao velório de uma tia e pedi que fosse com o vereador”, disse Raimundo.

Segundo o denunciante, dois dias depois a mulher teria lhe contado que ao chegar nas proximidades do cemitério o vereador teria passado a mão nas pernas dela e chamado para conversar. “Considero isso aliciamento de palavras e gesto físico de quem queria fazer alguma coisa”.

O empresário disse que não precisa intervenção judicial, pois está pronto para revelar a identidade do vereador após chamamento do presidente da Câmara. “Antes de publicar nas redes sociais procurei esse vereador individualmente, mas ele não reagiu”.

Raimundo da Farmácia revelou que resolveu divulgar o fato para não tomar outras medidas. “Fiz isso para não me endividar com Deus e jamais vou me negar falar o nome dele na Câmara porque ele cantou essa pessoa e o lugar desse tipo de gente não é na Casa do povo”.

Ele ainda assegurou que a qualquer momento pode revelar o nome do vereador, pois se responsabiliza com o que diz e com o que publica. “A maior ação é o julgamento do povo”.

COM INFORMAÇÕES DO MAIS PB E DO DIÁRIO DO SERTÃO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *