Dos males o menor


Ao sermos derrotados em Cajazeiras pelo Auto Esporte 1 a 0, em jogo que já não valia mais nada. O campeonato paraibano 2018 terminou para nós atleticanos, no domingo 25. Já tivemos lamentações demais neste espaço, em se tratando da campanha do nosso representante na temporada e, entendo que, agora é a hora de uma avaliação bem profunda dos nossos erros, que foram muitos, e dos acertos que foram pouquíssimos, para tanto, seria bom que a diretoria, digo os Liras, pudesse sentar com algumas pessoas para ouvir as suas opiniões sobre o Atlético Cajazeirense de Desportos em 2018 e projetá-lo para 2019.

Vejo que temos muito a contribuir para engrandecer o nosso amado clube e nada melhor que nos oferecermos neste momento, são muitos os atleticanos que gostariam de passar aos fabulosos Liras, um pouco da sua vivência no futebol e sendo assim, contribuir, pelo menos com a experiência, tem mais, não tem nenhuma obrigação dos Liras seguir essas nossas orientações, se eles acharem viáveis e dentro da sua visão atleticana, ai sim, elas deverão ser utilíssimas na estruturação do nosso amado clube para a próxima temporada.

Sei que o investimento foi alto, pesado, e tenho certeza que causou profunda decepção aos nossos fenomenais Liras que contavam com uma boa campanha. Se fora dele o Atlético Cajazeirense de Desportos foi reconhecido por todos como uma das maiores estruturas que um time sertanejo poderia ter, em campo, os sonhos se transformaram em um pesadelo que somente fora acalmado após a vitória em Guarabira e com ela a certeza de que não mais visitaríamos a segunda divisão do paraibano.

Muita coisa dentro de campo precisa ser mudada, uma delas é a questão da formação do grupo de jogadores e, esse foi o maior problema que tivemos nesta temporada, o grupo foi formado por muitos jogadores “viciados em Cajazeiras”, em outras palavras, em farras gerais. Além disso, grande maioria sem qualidade técnica para vestir a camisa de um time da tradição do Atlético e com o tamanho da sua torcida. Por tanto, tivemos dois anos de aprendizados, de experiências, que, com certeza, serão bem vistos para a temporada 2019.

Agora, é esperar o próximo ano, ter fé e esperança e dar muitas graças a Deus pela continuidade desta diretoria que tem feito um trabalho fantástico fora de campo e que terá mais uma oportunidade para igualar este trabalho de competência para executá-lo dentro de campo. Lembrando que o ano acabou para o futebol atleticano, mas, não para a sua história, 1948 – 2018, 70 anos de glórias, vamos comemorar a magna data.

Acertada – Após encerrada a participação do Atlético Cajazeirense de Desportos, dirigentes do clube estão tirando “férias” para um descanso da suas atividades futebolísticas. Entretanto, elas não serão tão longínquas. É que o planejamento para a temporada 2019 já vai se iniciar através de um projeto que vem se arrastando a longos anos e que trata da estruturação de um departamento de bases para o Trovão Azul. A decisão, já comentada nos bastidores do nosso futebol, vem sendo aplaudida, principalmente pelos analistas que estão vendo chegar ao clube um projeto que já é realidade em muitos times do futebol paraibano.

Sonho nosso – Tenho sido um entusiasta do trabalho que vem sendo realizado pelo secretário de esportes da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, Ninha do frigorífico. Ele é um daqueles a quem podemos afirmar com letras bem graúdas, um trabalhador incansável. Pois bem, ele agora está cutucando ações que poderão em breve resultar em um dos maiores presentes na área do amadorismo em nossa cidade. Trata-se de um projeto que retoma a possibilidade de quem o nosso “velho” Estádio Higino Pires Ferreira possa voltar a ter um sistema de iluminação que possibilite atividades do futebol e outras, na parte da noite. Esse é um sonho de todos os que militam no futebol da terra do Padre Rolim.

BOLA DENTRO – Para o Atlético e o Nacional de Patos pela manutenção de ambos na divisão de elite do futebol paraibano. Mesmo a duras penas e muito chororô. Vale a NOTA 10!

BOLA FORA – Para Auto Esporte e Guarabira que juntos voltam em mais uma oportunidade à segunda divisão do paraibano. Decepcionaram, mas, já estava no script. Merecem a NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *