Detenta queimada por colega de cela na Cadeia Feminina é transferida para hospital em CG


A detenta que foi queimada com um balde de água quente em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, foi transferida para o Hospital de Trauma de Campina Grande na madrugada desta sexta-feira (6). Segundo o hospital, ela segue internada com queimaduras de 1º e 2º graus nos membros superiores, tórax e face na Unidade de Queimados em estado considerado estável.

Uma colega de cela da mulher, que tem 37 anos, jogou um balde com água quente nela, que estava dormindo na hora da agressão na cadeia feminina de Cajazeiras. De acordo com a diretora do presídio, Paloma Correia, a vítima teve 41% do seu corpo queimado. O caso aconteceu na noite de quarta-feira (4).

Ainda segundo a diretora, ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para o Hospital Regional de Cajazeiras, onde segue internada em estado grave.

Dentro da cela onde aconteceu o crime ainda estavam mais quatro mulheres. As detentas contaram que a suspeita esquentou a água no “mergulhão”, onde elas fazem café, e jogou na outra detenta quando a vítima estava deitada.

A suspeita de cometer o crime foi levada para o isolamento e na segunda-feira (9) realizará exames para saber se tem algum problema psicológico.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *