Descontrole financeiro faz Zé Aldemir demitir servidores comissionados em Cajazeiras


O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir (PP) confirmou o desequilíbrio financeiro entre receita e despesa da prefeitura municipal, com o atraso no pagamento de servidores contratados e comissionados.

Ele disse que está gastando acima do limite constitucional com pessoal e, por determinação do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), terá que diminuir o número de cargos comissionados.

Zé Aldemir atribuiu o desequilíbrio financeiro às constantes quedas no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) mas acredita que, muito em breve, o município vai começar a receber os recursos do pré-sal.

CORTES

Na manhã desta segunda-feira (15), Zé Aldemir reuniu os secretários municipais para anunciar medidas duras que visam ajustar as finanças da Prefeitura de Cajazeiras.

Com quase três meses de salários atrasados dos servidores contratados, dois meses dos servidores comissionados e parte da folha dos servidores efetivos de setembro ainda em atraso, o prefeito resolveu, através de decreto, demitir todos os ‘cargos de confiança’ do governo.

A medida visa um enxugamento nos gastos para que o governo possa pagar o décimo-terceiro salário dos servidores. O prefeito também pediu que todos os secretários possam economizar em suas pastas.

A demissão dos servidores comissionados deverá resultar numa economia de R$ 500 mil. Outras medidas como a retirada de gratificações, não concessão de diárias, e suspensão de obras com recursos próprios também foram anunciados.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *