Denise e outras lideranças socialistas assinam carta a favor do governador na crise do PSB


A reação foi fulminante. A decisão da direção nacional do PSB, impondo uma comissão provisória com Ricardo Coutinho na presidência, nem bem assentou a poeira, o governador João Azevedo já reagiu. João emitiu uma nota, com apoio de mais 17 militantes do partido, recuando o enquadramento imposto pela nacional, que o pôs como vice de Ricardo.

Diz a nota: “Nós não entendemos os motivos e não aceitamos a dissolução do Diretório Estadual, principalmente da forma que foi feita, recolhendo assinaturas na calada da noite e sob argumento de que seria para reestruturar o partido no Estado. Argumento este que objetivou, inclusive, a assinatura de vários diretorianos, que depois se sentiram enganados e pediram para retirar suas assinaturas.”

E ainda: “Uma vez eleito, o Diretório precisa completar seu mandato normalmente. Entendemos como medida anti-democrática destituir um Diretório legitimamente eleito e substituí-lo por uma Comissão Provisória, mesmo está sendo paritária e sob a tese da busca da unidade, já que esta mesma unidade sempre tivemos no partido durante toda a nossa trajetória. Portanto, não há interesse na participação em Comissão Provisória.”

CLIQUE AQUI E LEIA A CARTA NA ÍNTEGRA

Além do governador João Azevedo, a carta que caiu como uma bomba no colo do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, traz a assinatura de quatro deputados estaduais do partido, incluindo o presidente da Assembleia, Adriano Galdino. Ricardo Barbosa, que é líder do governo, Polyana Dutra e Hervázio Bezerra também assinaram.

Entre os prefeitos, seis ao total, os de Princesa Isabel, Ricardo Pereira, de Sousa, Fábio Tyrone, e de São José de Piranhas, Chico Mendes, mereceram, destaques. Integrantes do governo do Estado, como o próprio Edvaldo Rosas e a ex-prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque, esposa do também ex-prefeito Carlos Antonio, também assinaram a nota.

COM INFORMAÇÕES DO BLOG DO HELDER MOURA E DO PARAÍBA.COM.BR

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *