Denise afirma que privatização do carnaval de Cajazeiras é irreversível


A prefeita de Cajazeiras, Denise Albuquerque afirmou que o processo de privatização do carnaval é irreversível. Ela fez a afirmação ao ser perguntada se no próximo ano vai buscar ajuda do Governo do Estado, o que não ocorreu neste ano.

Segundo a gestora, o município não tem mais condições de realizar a festa que exige a contratação de grandes atrações. Ela agradeceu aos empresários que acreditaram no potencial de Cajazeiras para realizar a festa.

Inicialmente, a empresa assumiu a comercialização dos Camarotes, que antes já eram vendidos para ajudar nas despesas da Prefeitura; o estacionamento, bebidas e publicidade e este ano, foi necessário para que a festa acontecesse uma parceria com uma empresa para aquisição de dois quilos de arroz, que depois será distribuído com famílias carentes e instituições que fazem trabalhos sociais, especialmente com crianças e idosos, no entanto, a privatização do evento é irreversível.

Ela lembrou que o município está impossibilitado de receber recursos do Ministério do Turismo, tendo em vista que na gestão anterior, a prestação de contas de uma verba de R$ 450 mil, recebida para o Xamegão não foi aprovada pelo ministério.

Não adianta fazer festa e depois comprometer o pagamento do funcionalismo ou a prestação de serviços à comunidade, na infraestrutura, por exemplo, principalmente em um momento de crise na zona rural em função da falta d’água ou contratar as bandas de empresários locais e depois não pagar, como ocorreu na gestão passada, disse.

A Prefeitura vai continuar investindo na parte cultural da festa, como a praça do frevo e do Rock e apoiando os blocos, como Cafuçu, Virgens, Imprensados, Amélia nunca Mais. Outra promoção importante, apontada pela gestora foi a realização do Carnaval dos Idosos e das Crianças que aconteceu no Cajazeiras Tênis Clube, sob a coordenação da Secretária de Desenvolvimento Social, Bethânia.

Da mesma forma em relação às festividades juninas, como aconteceu ano passado, com festival de quadrilhas e apresentação de bandas de forró do município e da região, disse.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *