Delator da Operação Andaime é solto por decisão da Justiça


Cela-aberta

A delação premiada de Eloízio Dias Guarita no processo da Operação Andaime foi confirmada pelo Ministério Público Estadual. Em vista do acordo, ele já foi colocado em liberdade a pedido do próprio MP. Guarita, que foi secretário de Obras do município de Monte Horebe, estava preso desde o dia 18 de fevereiro, quando foi deflagrada a terceira fase da operação, com o objetivo de desarticular empresas fantasmas que fraudavam licitações na Paraíba.

O promotor de Justiça Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), informou que Eloízio Guarita concordou em colaborar com as investigações, oferecendo provas que comprovam todo o ilícito praticado em Monte Horebe. “Ele confirmou a participação em alguns eventos e ao mesmo tempo trouxe à investigação elementos de provas que comprovam de maneira inequívoca os crimes praticados pela organização da qual ele fazia parte”.

A Operação Andaime já conta com dois delatores. O primeiro foi o empresário cajazeirense Francisco Justino do Nascimento, que revelou como era todo o funcionamento da organização criminosa. Em Monte Horebe, o esquema tinha como operadores Eloízio Dias Guarita e Mário Messias Filho; a empresa Lorena & Ádria Construções, Comércio e Locações Ltda, cuja operação seria feita por Francisco Antônio Fernandes de Sousa (Antônio Popó) e a Construtora Borges Cassiano Ltda, operada através de Francisco Moreira Gonçalves.

JORNAL DA PARAÍBA

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *