Crato entra na briga para ser sede da Zona Franca do Semiárido


CRATO2_800x533

A sociedade cratense vai defender no momento oportuno a instalação da Zona França do Semiárido Nordestino, e a instalação da sede administrativa da instituição em Crato.

A afirmação é do prefeito Ronaldo Gomes de Mattos que vem acompanhando o processo de discussão sobre a Zona Franca no Semiárido, fruto de uma articulação dos deputados federais e senadores brasileiros que vêm debatendo o assunto com o intuito de ampliar o desenvolvimento econômico do Nordeste.

 

No Ceará, o deputado federal Raimundo Gomes de Mattos defende a criação da Zona  Franca e que a sede fique na Região do Cariri. Por isso, ele entrou com uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria a Zona Franca do Semiárido considerando área integrante da zona a superfície territorial formada pelos municípios nordestinos cujas sedes se localizem à distância de até 100 quilômetros  do eixo situado entre as cidades de Cajazeiras, na Paraíba e Juazeiro do Norte, no Cariri cearense.

Em recente encontro com empresários o secretário de Desenvolvimento Econômico do Crato, Venâncio Saraiva, pediu apoio dos setores produtivos, tanto para a instalação da Zona Franca, como  para a reivindicação do Crato em sediar o equipamento.

Para Venâncio, o Crato tem toda a infraestrutura necessária para sediar a Zona Franca, pois atualmente vem se destacando na formatação de uma política agressiva de apoio ao setor empresarial, com a instalação do Distrito Industrial  trazendo 40 novas indústrias que poderão gerar até 8  mil empregos diretos, bem como,  na área do Bairro Barro Branco instalar empresas nas áreas do comércio e serviços, como a JSB, empresa na área da distribuição que vai gerar 150 empregos diretos para os cratenses.

Além disso, o Crato, através de uma orientação do prefeito Ronaldo Gomes de Mattos vai melhorar toda a malha viária da cidade, vem trabalhando para instalar equipamentos como a Faculdade de Medicina e o Hospital Universitário, além de incentivar e capacitar os setores de bares, hotéis e restaurantes em parceria com o  SEBRAE melhorando o receptivo cratense.

A política de desenvolvimento econômico do Crato, concebida pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo foi concebida e faz parte do PRODECRATO – Programa de Desenvolvimento do Crato que prevê  intervenções positivas do Poder Público municipal para estimular novos negócios, a efetivação de parcerias e projetos para alavancar o desenvolvimento do município.

A Zona Franca do Semiárido Nordestino tem características de área de livre comércio, de exportação e importação,  e de incentivos fiscais, pelo prazo de trinta anos, a partir da promulgação da Emenda Constitucional.

SECOM/PATOS

2 Comments

  1. Avatar
    Roberval Moreira
    16/08/2014

    Interessante depois do projeto da criação da zona franca ser idealizada pelo um deputado da região de Cajazeiras , que alias sabia capacidade do deputado Wilson Filho, que no seu projeto colocou a terra do Padre Rolim como sede dessa zona franca, que diga-se de passagem Cajazeiras tem todas as condições de sediar essa zona franca, por ser a região melhor localizada para esse grande projeto, seria uma tremenda sacanagem Cajazeiras perder essa sede, primeiro por questão de respeito ao seu projeto original e pelo seu idealizador ser um Paraibano de Cajazeiras, ora depois de milênios nenhum politico teve essa ideia de implantar uma zona franca no semiárido sertanejo. E tendo um Paraibano que teve e tem essa visão da grandiosidade desse projeto, projeto esse que vai gerar milhares de empregos em toda essa vasta região, eu estou falando de mais de aproximadamente 150.000 empregos direto e indiretos que uma zona franca pode proporcionar para esses quatro estados do nordeste, o foco mais importante não deviria ser a sede, mas sim tentar aprovar esse projeto que terá uma tremenda briga com os políticos do Amazonas que farão de tudo para impedir a provação dessa zona franca, se continuar assim os políticos ao invés focarem seus esforços na aprovação desse projeto e ficarem discutindo que vai ser ou não a sede da zona franca, corre o risco desse projeto ser derrotado na Câmara dos Deputados Federais e no Senado, e tudo isso não passar apenas de um sonho. Portanto senhores politicos deixem o projeto com esta original com a sede em Cajazeiras e lutem para que tudo isso se torne realidade e tenham a certeza que todos sairão ganhando.

  2. Avatar
    Roberto Franco
    16/08/2014

    Agora todo mundo quer ser pai da criança querem por querem sediar a zona franca, isso não passa de grande falta de respeito com verdadeiro pais da criança que quer Cajazeiras como sede, se continuar assim essa zona franca não vai do papel.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *