Coronel Matos e Monsenhor Sabino Coelho em confraternização

A memória das coisas de Cajazeiras

Reunidos em confraternização, o poderoso Coronel Joaquim Matos com seus familiares na década de 1930. Na foto, aparece o Monsenhor Sabino Coelho, que, anos atrás, havia recebido uma negativa de contribuição financeira por parte do Coronel Matos e que serviria para instalar a Diocese de Cajazeiras: “como contribuição é voluntária, desse jeito fica para a próxima Diocese”, teria dito o Coronel Matos.

A raríssima fotografia do acervo de Pepé Pires Ferreira, que também traz este fato revelador da história da Diocese de Cajazeiras.

Mais informações sobre este e outros episódios encontramos no livro Guerra ao fanatismo, de Frassales Cartaxo.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *