Copa do Brasil, Série D… Tá bem ali

A COLUNA DE REUDESMAN LOPES FERREIRA

O Atlético Cajazeirense de Desportos, reedita nesta temporada 2019 do futebol paraibano, campanhas que ficaram marcadas na história deste clube de 71 anos de sua fundação.

Destaques para: 1994 quando o time venceu o Botafogo em João Pessoa e ganhou o primeiro turno do Paraibano e assim se sagrou vice campeão paraibano; 2001 fomos campeões do segundo turno do Paraibano e vice campeão estadual; 2002 foi o ano da consagração que ficou marcado com a conquista do título de Campeão Paraibano; 2003 ficou marcado e jamais será esquecido pelos seus torcedores com a conquista do primeiro turno contra o seu maior rival o Sousa e acontecendo lá em pleno Estádio o Marizão, mais uma vez o Atlético é vice campeão estadual; 2007 o time atleticano faz um segundo turno perfeito e leva o titulo de campeão, neste mesmo ano, mais um vice campeonato e finalmente em 2013, após jogar a segunda divisão o time é campeão paraibano da segunda divisão.

Após anos/temporadas sem protagonismo por parte do nosso amado clube, 2019 vem reacendendo a chama da real força do Trovão Azul e o time volta a ser orgulho de competência que demonstra a cada partida disputada. Estamos chegando à segunda partida semifinal, após vitorioso resultado, assim que considero o 1 a 1 em Campina Grande na primeira semifinal, tendo como adversário um clube da grandeza e da tradição do Campinense Clube e este segundo embate acontecendo em Cajazeiras, com amplas condições de enxergar que, bem ali, está a rica e valorizada Copa do Brasil e mais o campeonato brasileiro da série D.

Tudo isso que anda acontecendo com o nosso clube em 2019 tem, no meu entendimento, alguns pontos que foram fundamentais para chegarmos até aqui e, cito-os: à continuidade da família Lira que assumindo o clube deu um novo modelo de administração em credibilidade e confiança a todos; o treinador Ederson Araújo e sua comissão que souberam organizar o time em campo com uma tremenda competência; os jogadores que abraçaram a mística da camisa e o que é jogar em um clube que é conhecido como o Mais Querido do Sertão e finalmente o seu  torcedor que, comandado pela Mancha Azul e pelos Bohêmios tem sido verdadeiramente o nosso décimo jogador em campo. Pois bem, essa soma de valores, está dando toda essa maravilhosa campanha.

Não ganhamos nada, verdade, mas, a vitória está bem pertinho e tudo agora depende apenas dos nossos esforços e da nossa competência neste domingo no Perpetão.

Pesar

Foi com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento de Mizinho. Funcionário aposentado do DER, era um homem da família e dos amigos. Autêntico cajazeirense, exerceu em vida sempre um eterno amor pela sua terra natal. Nos esportes, Mizinho foi um jogador de raro talento técnico, tanto no futebol de campo como, em sua época, no futebol de salão. Jogava sempre como ponta esquerda, mas, também como meia esquerda. Em Cajazeiras fez parte de diversos clubes do futebol amador. A esposa Fátima e a filha Suelen, os nossos sinceros votos de pesar pela perda deste grande amigo.

Lembranças

Dia 02 de abril, última terça feira, se estivesse entre nós, Perpetúo Correia Lima, estaria completando 80 anos de idade, ele que nasceu no ano de 1939. Em vida, Péto, como era conhecido no meio do futebol ficou conhecido como o Craque do Século. Amado por todos os cajazeirenses e cajazeirados ele é sempre lembrado pelo que foi como atleta de futebol, os que o viu jogar jamais se esquecem de anunciar o seu exímio tratado de habilidade com a bola, os seus lançamentos sempre perfeitos e o seus chutes sempre mortais ao gol adversário. Pelo amor a Cajazeiras e mesmo sendo cobiçado jamais se ausentou para tentar mostrar o seu futebol em praças mais avançadas. Perpetúo continua cada vez na lembrança de todos os cajazeirenses.

BOLA DENTRO

Para a possível promessa que eu ouvi dizer quando da vinda do Governador quanto a obra no entorno acesso do Estádio o Perpetão. Pelo anunciado, disse que depende de pedido dos nossos deputados. Se verdade, NOTA 10!

BOLA FORA

Para a tentativa do Campinense junto a FPF em anunciar querer adiar a partida em Cajazeiras pela semifinal do paraibano. Ainda bem que a FPF logo tratou de indeferir o pedido. Isso merece a NOTA 0!

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *