Consumo em Cajazeiras irá crescer acima da média de João Pessoa e Campina Grande em 2011


Um dos termômetros para explicar o crescimento de oportunidades de emprego e dos negócios é o consumo. O interior da Paraíba vem crescendo nesse item acima dos dois principais centros do Estado. Em 2011, a pesquisa do IPC Maps, que mede o potencial de consumo, revela que cidades como Caaporã (26,25%), Conde (20,2%), Guarabira (20,1%), Cajazeiras (16,73%) e Patos (12,19%) vão crescer acima da média de João Pessoa (10,2%) e Campina Grande (9,2%).

No Sertão, as oportunidades de empregos e negócios estão surgindo em algumas cidades polos. O crescimento de poder de compra, elevação do crédito para a construção civil e chegada de faculdades públicas e privadas estão transformando a perspectiva da cidade polo de Cajazeiras, estrategicamente bem localizada, no Alto Sertão da Paraíba, mas que faz divisa com o Estado do Ceará e polariza uma série de municípios.

“Grupos como o Atacadão Rio do Peixe e Cavalcanti Primo nasceram nessa cidade que possui uma vocação empreendedora e forte berço cultural no Estado com o padre Rolim”, lembra o pesquisador e professor de administração de empresas Paulo Galvão que em 2009 realizou uma pesquisa de mapeamento da oportunidades de negócios nas diversas regiões do Estado.

Além de faculdades, comércio e serviços, o setor hoteleiro de Cajazeiras ainda não conseguiu segurar a demanda com o ‘batalhão’ de representantes comerciais que de segunda a sexta-feira aportam no município com vendas dos mais variados produtos e serviços. Sorte para a jovem Samanda Martins Gonçalves, 23 anos, que na segunda experiência de trabalho recebe a proposta para gerenciar o Hotel Cajazeiras Confort, em janeiro deste ano.

“Comecei a trabalhar na área há dois anos e meio, mas não tinha experiência na linha hoteleira. Esse foi o meu segundo emprego e a proposta foi de cara impactante. Inicialmente, tive receio de assumir a função, mas sempre fui ousada e por gostar de coisas diferentes enfrentei”, diz Samanda, que cursa administração de empresas em Cajazeiras.

Segundo a gerente do Cajazeiras Confort, a contratação para o cargo guarda características do seu perfil. “Me identifico bastante com o público, gosto de interagir e de lidar com serviços burocráticos e isso facilitou a relação com o cargo”, detalhou Samanda, que aponta uma demanda crescente por vagas de hotéis de Cajazeiras. “Temos 20 apartamentos, mas se tivéssemos 50 durante a semana estava lotado diante da procura”, destaca.

O gerente do Sebrae de Cajazeiras, Fábio Jorge, diz que a área de hotelaria é outro setor que vem crescendo com o fluxo de pessoas circulando diariamente na cidade. “Temos mais dois empreendimentos no setor para ser inaugurado ainda este ano em Cajazeiras e isso traz oferta de empregos e de negócios”, revela o gerente.

Com informações do Jornal da Paraíba

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *