[CLEMILDO BRUNET] Adeus, Clodoaldo: paladino do Evangelho


Rev. Clodoaldo 2

“Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério” 2 Timóteo 4:5

Quando criança, uma infância atribulada pelo o desconforto da vivência dos pais que não se entendiam. Aos cincos anos de idade perde o pai, assassinado; fica na orfandade. Uma família composta por quatro irmãos: Clodoaldo, Claudiano, Claudionor e Clovis Brunet de Sá Filho, se dispersa pelo mundo. A mãe muito jovem ainda vai para bem longe e leva apenas um filho, o Claudiano; Clovis o mais novo, ainda de colo fica com os avós maternos; Claudionor com Ellza, filha adotiva de Flávio Brunet de Sá nos verdes, e Clodoaldo aos cuidados de sua avó paterna Maria Brunet de Sá (Dona Sinhazinha) em Pombal.

Na mais tenra idade sob os cuidados de sua avó Sinhazinha, Clodoaldo costumava sempre ouvir daquela que o adotara como filho, as palavras do salmista Davi: “Porque se meu pai e minha mãe me desampararem o Senhor me acolherá” Sl 27:10. Em noites de chuvas quando os céus eram rasgados pela claridade dos relâmpagos e o barulho intenso dos trovões, o menino se agasalhava nos braços de sua vó, que cantava suavemente aos seus ouvidos:

“Oh! Cristo é nosso abrigo no temporal,

na tentação, em todo mal!

Sim, Cristo é nosso abrigo no temporal.

Refúgio na tribulação!

HNC 137/Abrigo no Temporal.

Germinava assim a semente do evangelho de Cristo no coração daquele infanto-juvenil, que pela misericórdia e providência divina haveria de mais tarde se tornar um autêntico pregador do evangelho, mesmo enfrentando muitos embates que ainda estava no porvir.

Depois de alguns anos morre dona Sinhazinha e Clodoaldo vai morar na casa de sua tia Claudete que veio falecer poucos anos depois. Já adolescente Clodoaldo passou a morar em nossa casa e arranjei-lhe um emprego na antiga Rádio Maringá de Pombal, para exercer a função de Operador de mesa de som. Em 1993 com a minha saída de Pombal para trabalhar na Rádio Alto Piranhas de Cajazeiras, ele ficou em Pombal com as primas Eleusina e Elza Dantas de Sá, que o encaminhou para estudar no Instituto Bíblico do Norte.

CLODOALDO ALBUQUERQUE BRUNET, natural de Pombal-PB, nasceu no dia 30 de junho de 1971, prenome escolhido por seu pai em homenagem a Clodoaldo, um dos craques da Seleção Brasileira que jogou na Copa do Mundo de 1970 no México, em que o Brasil sagrou-se Campeão Mundial do Futebol pela primeira vez. Filho de Clovis Brunet de Sá (In Memoriam) e Mª de Lourdes Albuquerque Brunet, casado com Francivalda Bandeira de Sousa Brunet, que da união trouxeram duas lindas garotas ao mundo, Letícia 12 e Larissa 09 anos. Batizado na Igreja Presbiteriana de Pombal em 31/12/1977 ata número 315, aos 06 anos de idade, apresentado por sua avó Mª Brunet de Sá “D. Sinhazinha” que juntamente com Josefa Maria da Conceição “Zefa”, o instruiu no caminho da fé cristã, tendo como oficiante o Rev. Ageu Lídio Pinto. Sua pública Profissão de Fé se deu na mesma Igreja em 26/07/1987 ata número 458, cujo oficiante foi o Pastor David Paes Bezerra.

Estudou o Fundamental na Escola Estadual “João da Mata” de Pombal, fez o Ensino Médio no Supletivo em Patos-PB, cursou Educação Cristã (1992/1995), no Instituto Bíblico do Norte – Garanhuns-PE. Por correspondência, fez Curso Bíblico Nível Básico e Intermediário no Instituto Bíblico Eduardo Lane Patrocínio-MG. Ordenado ao Sagrado Ministério da Palavra e dos Sacramentos da Igreja Presbiteriana do Brasil pelo Presbitério Norte do Piauí no dia 09 de janeiro de 2005, no templo da Igreja Presbiteriana Central de Parnaíba-PI. Consagrado Pastor, iniciou o seu bacharelato em Teologia. Formou-se como Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico do Nordeste em Teresina-PI em 06 de dezembro de 2008.

Entre 1998 a 2005 serviu como Missionário da Junta de Missões Nacionais da IPB, nos campos de Tauá-CE (1 ano), e José de Freitas-PI, ocasião em que recebeu convite para fazer parte do Presbitério Norte do Piauí –PNPI. Como membro do Concílio pediu demissão do trabalho da JMN da IPB. Depois de enfrentar muitos desafios em um Estado carente do Evangelho como é o Piauí; o Rev. Clodoaldo, pela graça de Deus, apenas com ofertas levantadas voluntariamente junto a irmãos e irmãs, conseguiu com muito esforço construir um templo e uma casa pastoral na cidade de José de Freitas.

O Trabalho eclesiástico do Rev. Clodoaldo na cidade de José de Freitas não foi fácil. Era uma cidade levada pelas antigas tradições religiosas da Igreja de Roma. Para começar a casa onde os crentes se reuniam aos domingos para a Escola Dominical era bem próxima à casa paroquial e o Pároco da cidade se dava ao desplante de abordar os irmãos, constrangendo-os na sua caminhada até o local do Culto. Alguns irmãos traziam suas Bíblias protegidas com Jornais ou escondida em bolsas para evitar confronto com o Sacerdote romano.

Em seus relatórios pastorais, o Pastor Clodoaldo relata o quanto foi difícil estabelecer o trabalho de Escola Dominical, pois a cidade tinha sua feira livre aos domingos perto do local onde os crentes se reuniam; a perseguição aumentou mais ainda, quando se deu a conversão da irmã Maria Luiza de Araújo, responsável pela música da Igreja Católica. A nova convertida enfrentou o desprezo da cidade, mas perseverou com firmeza servindo a Deus.

Outro destaque: Foi à conversão do irmão Sebastião Valenciano, que serviu a Ordem de São Vicente de Paulo durante 64 anos, tendo sido chamado ao evangelho da Graça de Cristo aos 80 anos de idade. Em meios a tantos embates a obra de Deus em José de Freitas, veio a crescer e frutificar, pois a Sociedade Auxiliadora Feminina (SAF) tornou-se uma das mais atuantes do Presbitério, ocasião em que também foi organizada a União de Moços Presbiterianos (UMP).

Em suas visitas diárias para levar o evangelho de Cristo, o Rev. Clodoaldo muitas vezes era bem recebido em outras quase chegou a ser agredido. Viu pessoas chorarem e não se arrependerem de seus pecados, outros zombando e indiferentes, no entanto, outros em silêncio e refletindo serem tocados pelo o Espírito Santo, resultado de muitas orações de irmãos em diversos lugares que o informavam das intercessões em seu favor.

Pouco a pouco se familiarizando no lugar, o Rev. Clodoaldo, conseguiu participar da vida social da cidade de José de Freitas, fez parte do Conselho de Ação Social do Município, dos orçamentos participativos, de audiências Públicas com as autoridades para discutir sobre segurança, do Conselho Municipal de Saúde, do FUMAC – Conselho responsável de aprovação de verbas entre o Município e Estado em parceria com o Banco Mundial, em que 150 km de eletrificação foram distribuídos na zona rural. O Pastor Clodoaldo estava lá como legitimo representante das Igrejas Evangélicas da cidade.

Campos de Atuação:

  • Congregação Presbiterial de Pombal em São Bentinho em 1991;
  • Igreja Batista Bíblica de Corrente Pernambuco de 1994 a 1995;
  • Congregação Presbiteriana de Pombal em Paulista de 1996 a 1997;
  • Campo Missionário em Tauá-CE da Junta de Missões Nacionais em 1998;
  • Campo Missionário em José de Freitas-PI da Junta de Missões Nacionais de 1999 a 2008;
  • I Igreja Presbiteriana de Piripiri-Pi Presbitério Norte do Piauí em 2006 (Designado pelo Presbitério para os atos pastorais);
  • Pastor auxiliar da Igreja Presbiteriana de Sousa com atuação na Congregação de Sousa em Cajazeiras-PB 2009 à 2016.

Atualmente o Rev. Clodoaldo Brunet pastoreava a Congregação Presbiteriana do Brasil em Cajazeiras onde com ajuda financeira do Supremo Concílio da IPB adquiriu um terreno para a construção do templo e com as ofertas voluntárias de irmãos, veio a concluir a obra. A inauguração foi realizada com um Culto de Ações no dia 26 de fevereiro do corrente ano, que contou com a presença de Pastores e Presbíteros do Presbitério Oeste da Paraíba, além do Presidente Nacional da Igreja Rev. Roberto Brasileiro que pregou na ocasião.

O Rev. Clodoaldo faleceu na última quarta feira dia 09 de março por volta das 10 horas da manhã vítima de parada cardíaca respiratória no Hospital Regional de Cajazeiras. Seu corpo foi velado no templo da Congregação Presbiteriana de Cajazeira da qual era pastor, onde recebeu as últimas homenagens do rebanho que pastoreava.

Trasladado de Cajazeiras para Pombal ás 23 horas, ficou sendo velado no Templo da Igreja Presbiteriana de Pombal, onde foram feitas as últimas homenagens com a presença de pastores e Presbíteros e acompanhado por dezenas de pessoas e forte comoção foi sepultado no Cemitério São Francisco de nossa cidade às 18 horas da quinta feira 10 de março.

Cargos em Concílios:

  • Pastor Evangelista do PNPI entre 2005 a 2008
  • Secretário de Apoio Pastoral do PNPI em 2006;
  • Vice-presidente do PNPI em 2006
  • Deputado ao Supremo Concílio em 2006;
  • 1º Secretário do PNPI 2006;
  • Tutor Eclesiástico do Seminarista Zaquel Costa em 2006;
  • Secretário do Trabalho Feminino do PNPI em 2007e 2008;
  • Delegado ao Sínodo em 2007;
  • Secretário Executivo do PNPI Presbitério Norte do Piauí em 2008;
  • Secretário de Evangelização e Missões do POPB Presbitério Oeste da Paraíba 2010;
  • Secretário do Trabalho Feminino POPB ano 2011;
  • Secretário Executivo POPB 2011 a 2016.

 

Em sua convalescença o Rev. Clodoaldo Brunet escreveu para um grupo de amigos do whatsapp as seguintes palavras:

Olá pessoal!

A partir deste período eu não pagarei nenhuma cadeira com vcs. Como fiquei devendo algumas não estarei com vcs na conclusão do período. Desde já foi um grande prazer estudar com vcs. Apesar de cada um ter suas afinidades formando grupos menores para estudo ou apresentação de trabalhos, todos fizeram parte de um todo bem maior, que foi diminuindo ao longo do curso por razões diversas.

De agora em diante cada um seguirá seu caminho para enfrentar os desafios que a vida profissional lhes reserva. Resta um com isso o misto de saudades e alegria. Saudades dos amigos, professores e momentos especiais em aula ou estudos. Quero dizer pra vcs que valeu muito apesar das limitações humanas, fomos criados por Deus como seres solidários.

Aproveito para falar como o sertanejo costuma : “vão desculpando qualquer coisa”. Como seres humanos somos imperfeitos e limitados pelo “hamartáno” ( palavra grega para pecado, que significa não atingir o alvo).

Espero quanto a minha fé cristã não tê-los decepcionado tanto. Creio que como humanos estamos todos numa busca de algo que vai além da vida, algo que nos completa e realiza. Entendo que a bíblia responde a isso quando diz: Ele fez tudo ao seu tempo. Também pôs o anseio pela eternidade no coração do homem…” EC. 3.11. Creio que o caminho para satisfazer o anseio é Cristo pois Ele disse: “Eu sou o caminho … ( Jo 14.6). “Quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede” Jo 4.14. Leiam a bíblia sem o óculos da religião ou daquilo que te disseram de negativo a respeito dela, com isso vcs verão o quanto ela vai nos ajudar na busca .

Muito obrigado!

Clodoaldo.

 

ART_CLEMILDO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *