Ceará prevê operação de novos voos regionais até setembro deste ano


Os municípios cearenses de Sobral e São Benedito devem ter voos diretos a partir de Fortaleza até setembro, segundo informou o secretário do Turismo, Arialdo Pinho. Na ocasião que celebrava o primeiro voo comercial regular do Aeroporto de Canoa Quebrada, em Aracati, o titular da Pasta informou que o Estado segue em negociações para viabilizar as operações de voos regionais ainda neste ano.

De acordo com o gerente de aeroportos do Departamento Estadual de Rodovias (DER), o coronel Paulo Edson Ferreira, essas rotas serão operadas pela empresa de táxi aéreo TwoFlex, em parceria com a Gol Linhas Aéreas. “Com isso, será possível comprar uma passagem, por exemplo, de Crateús a Amsterdã (Holanda). A KLM opera o trecho de Amsterdã-Fortaleza e a TwoFlex, da Capital a Crateús”, aponta. As empresas, até agora, não confirmaram as operações.

Outra questão passa pelo Aeroporto de Sobral, cuja pista é considerada pequena e que não pode ser ampliada devido a barreiras geográficas. O Governo já trabalha, inclusive, em um projeto para construir um novo terminal para a região. Segundo Arialdo, porém, a situação não impede a operação dos voos que estão sendo planejados – de fato, a frota da TwoFlex é composta por aeronaves menores, do modelo Cessna Caravan, com capacidade para transportar até 12 passageiros.

“Temos hoje uma política agressiva do Estado de fazer com que a gente possa operar os aeroportos regionais. Vamos trabalhar inclusive para atrair novos voos, com aeronaves menores, para outros aeroportos do interior do Ceará. Essa é a nossa estratégia daqui para frente”, assegurou o governador Camilo Santana, destacando ainda os terminais de Crateús, Camocim e Iguatu. “Em breve, vamos anunciar uma política de voos regionais do Estado”, prometeu.

Canoa Quebrada

Situado no litoral leste do Estado, o Aeroporto de Canoa Quebrada recebeu, na terça-feira (26), o primeiro de três voos semanais regulares da Azul Linhas Aéreas vindos do Recife (PE), com escala em Mossoró (RN), às terças, quintas e domingos – além de dois voos extras solicitados para o Carnaval, um na sexta (1º de março) e outro na Quarta-Feira de Cinzas (6).

Segundo o secretário Arialdo Pinho, a operação de três frequências pela companhia foi uma imposição do Governo do Estado. Questionado se o investimento valeu a pena, o assessor da presidência da Azul, Ronaldo Veras, declarou que sim. “Além do interesse pela região, a redução do ICMS no combustível no Programa de Aviação Regional foi muito importante nesse momento”, destacou Veras, ressaltando que a companhia estuda iniciar voos diretos do Recife à Canoa Quebrada, a depender da demanda.

Em novembro do ano passado, o Governo instituiu um incentivo às companhias aéreas que operam pelo menos três voos semanais com destino a três cidades do interior cearense (entre as quais Juazeiro do Norte, Jericoacoara e Aracati). Elas terão direito à redução em 64% na base de cálculo para o ICMS incidente sobre o combustível de aviação.

COM INFORMAÇÕES DO DIÁRIO DO NORDESTE

18 Comments

  1. Avatar
    Roberto Gamachi
    27/02/2019

    É muito vergonhoso em ver o estado do Ceará através do seu governo colocando linhas aéreas em varias cidades do estado, enquanto isso Cajazeiras com um enorme potencial de ter linhas aéreas, mas com a incompetência de um governo fraco que não esta nem aí para o desenvolvimento das cidades do interior. Resumindo é bando de políticos fraco é um governo imcompetie

  2. Avatar
    Antonio Ferraz
    27/02/2019

    Cadê os políticos que foram votados em Cajazeiras entre eles Gervásio Maiá, Efraim, Wilson Santiago pai e filho, Jeová, Junior Araújo, Paula Francinete, e os três senadores, e o incompetente governo do estado, que estão inoperantes e não enxergam a real necessidade que esse aeroporto funcione para desenvolver Cajazeiras e todo sertão Paraibano. Eita cambada de políticos políticos fraquim, fraquim, fraquim e incompetente que fica só olhando o governo do Ceará colocar linhas aéreas nas principias cidades do Ceará.

  3. Avatar
    Marcia Nogueira
    27/02/2019

    Só está faltando ter linhas aéreas em Ipaumirim CE, enquanto isso o governo do estado da Paraíba é um governo inoperante, fraco que não consegue implantar linhas aéreas em Cajazeiras é realmente um vergonhosa.

  4. Avatar
    Robson Góes
    28/02/2019

    A Paraíba só tem políticos fracos sem voz e nem forcas de implantar linhas aéreas na terra do Padre Rolim.

  5. Avatar
    Roberval Moreira
    28/02/2019

    É de tirar o chapéu para o governo do estado do Ceará em colocar em prática linhas aéreas nas principais cidades, isso mostra a visão de futuro que o governo do Ceará tem, já o governo pensa pequeno, e aliás só concentra as politicas publicas de desenvolvido na região de campina grande e João Pessoa.

  6. Avatar
    Edson Freitas
    28/02/2019

    Governador! da Paraíba deixe de ser incompetente veja o exemplo do governo do Ceará, que esta colocando linhas aéreas nas principiais cidades do ceara, enquanto isso Cajazeiras e Patos com um enorme potencial para ter linhas aéreas e essa enrolação toda, seja um governo que tenha visão politica e econômica de futuro.

  7. Avatar
    Marcos Lorenzeti
    28/02/2019

    EU PROCURO ENTENDER PORQUE, O AEROPORTO DE CAJAZEIRAS AINDA NÃO ESTÁ FUNCIONANDO, VEJAMOS PORQUE ISSO É UMA ABERRAÇÃO:
    1 – POPULAÇÃO DA MICRO REGIÃO DE CAJAZEIRAS E SOUSA É DE 350 MIL HABITANTES E AS DUAS CIDADES TEM UMA DISTANCIA DE APROXIMADAMENTE DE 28 A 30 KM,
    2 QUANDO SE FALA DA POPULAÇÃO DA MICRO REGIÃO DE CAJAZEIRAS E DE SOUSA E MAIS AS CIDADES PRÓXIMAS DOS CIDADES DO RIO GRANDE DO NORTE, PERNAMBUCO E CEARA, ESSA POPULAÇÃO SE APROXIMA A 1 MILHÃO DE HABITANTES, PORTANTO O QUE O GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA ESTA ESPERANDO.

  8. Avatar
    Nelson Silva
    28/02/2019

    Conheço muito bem a cidade de Cajazeiras e sei de seu grande potencial para se tornar um excelente polo de desenvolvimento económico e ser gerador de empregos para o alto sertão, mas os governantes do estado da Paraíba parece não conhecer desse grande potencial da terra do Padre Rolim, a onde estão os três deputados estadual de Cajazeiras, os deputados que foram votados em Cajazeiras e sua micro região, o governo do estado João Azevedo que na campanha prometeu que iria resolver essa pendência e implantar linhas aéreas para Cajazeiras, os deputados estaduais Jeová Campos, Junior Araújo,Wilson Filho, Estela, Paula Francinete, os federais Gervásio, Efrain, Wilson Santiago, a senadora Daniela, o senador Veneziano, e José Maranhão prometeram tanto na Campanha eleitoral que iria lutar para implantação de linhas aéreas na terra do Padre Rolim, e depois que passou a campanha parece que perderam a língua e não falam nada.

  9. Avatar
    Roberto Flanquiz
    28/02/2019

    falo sem medo de errar, Cajazeiras por ser uma cidade estratégica em relação a sua localização de ser cidade polo e de fronteira, não tem a atenção que devia ter do governo do estado da Paraíba, e se ela tivesse a cidade de Cajazeiras seria uma cidade impulsionadora de empregos para todo alto sertão e o aquecimento da economia desta região. esse aeroporto já era para ter linha aéreas no mínimo dez anos atrás.

  10. Avatar
    Gerson Silva
    28/02/2019

    Eu acredito se Cajazeiras pertencesse a qualquer outra unidade da federação do Brasil que não fosse a Paraíba e com essa localização estratégica, Cajazeiras estaria anos luz em relação ao progresso e já teria um aeroporto ate com voos internacionais e não somente regional. Falta que os politicos entendão que Cajazeiras é uma cidade tem um potencial muito grande.

  11. Avatar
    Eider de Assis
    28/02/2019

    Eu moro em São Paulo e seria muito bom ir para o sertão da Paraíba de avião se o aeroporto de Cajazeiras estivesse com linhas, mas com essa enrolação todo ta mais fácil eu ir de aerojegue. que politica enrolona é essa da Paraíba.

  12. Avatar
    Francisco Neves
    28/02/2019

    Nossa eu não acredito mais nos politicos da Paraíba prometeram muito na campanha eleitoral que o aeroporto regional de Cajazeiras seria questão de honra e que teria voos com linhas aéreas todo Brasil, mas parece que eles se esqueceram das promessas, não falam mas nada.

  13. Avatar
    Pedro Marques
    28/02/2019

    É com esse tipo de incentivo que as empresas virão para Cajazeiras se não tiver incentivo que Cajazeiras teria realmente linhas aéreas.
    Em Novembro do ano passado, o Governo instituiu um incentivo às companhias aéreas que operam pelo menos três voos semanais com destino a três cidades do interior cearense (entre as quais Juazeiro do Norte, Jericoacoara e Aracati). Elas terão direito à redução em 64% na base de cálculo para o ICMS incidente sobre o combustível de aviação.

  14. Avatar
    Marcos Paulo
    28/02/2019

    O que esta faltando para esse aeroporto funcionar, politicos lembrem das promessas da campanha que prometeram na época eleitoral, já passou da hora de colocar em pratica o funcionamento de linhas aéreas na cidade de Cajazeiras.

  15. Avatar
    Paulo Sergio
    01/03/2019

    O governo do Ceará está colocando linhas aéreas comercial até nas fazendas do Ceará, enquanto isso o incompetente governo da Paraíba não consegue linhas aéreas em Cajazeiras, eita Paraíba atrasada.

  16. Avatar
    Maria Vidal
    01/03/2019

    Cadê as linhas aéreas, gostaria que os politicos agilizasse com urgência o funcionamento de linhas aéreas no aeroporto de Cajazeiras PB.

  17. Avatar
    Marta de OLiveira
    01/03/2019

    Cajazeiras esta perdendo a oportunidade de desenvolver sua economia, tudo isso por falta de engajamento da imprensa e dos politicos da região.

  18. Avatar
    Roberto Flanquiz
    01/03/2019

    População da Micro Região de Cajazeiras = 177.900
    População da Micro Região de de Sousa = 175.204
    Total da Micro Região de Sousa e Cajazeir = 353.104
    Só a população dessas duas micro região já justifica ter linhas aéreas, se somarmos a população dessas duas micro região mais as cidades que fazem fronteira de cajazeiras de três estados chega aproximadamente à 1 milhão de habitantes.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *