Categorias
EDUCAÇÃO

Alunos do IFPB de Cajazeiras participam de aula de campo na Chapada do Araripe

[dropcap style=’box’]O[/dropcap]s alunos do primeiro ano do curso técnico em Informática do IFPB Campus Cajazeiras se orgulham da união da turma. E num dia de aula atípica promovida pelas professoras Eva Campos, SarahBelle Leite, Jacinta e pelo professor Demétrio Gamboa na Chapada do Araripe, região de Barbalha, no Ceará, eles puderam celebrar essa afinidade que é uma marca da turma.

Ansiosos para fazer a trilha na Chapada do Araripe e terem sua primeira aula de campo, muitos se surpreenderam com as belezas naturais da Chapada. A aluna Isabelly disse que “a experiência ficará marcada em sua memória. Para mim, foi um momento de conscientização porque não é todo dia que temos contato com a natureza e vimos de perto o quanto precisamos preservar o meio ambiente”. O aluno Gabriel disse que “o mais especial foi a possibilidade da turma se confraternizar. Eu aprendi e me diverti ao mesmo tempo”.

Ao adentrar a Chapada do Araripe numa trilha com duração de três horas, os alunos tiveram contato direto com uma variedade de formas de relevo e de classes de solos e vivenciaram a variação climática causada pela existência de redutos de mata atlântica e de cerrado em pleno domínio das caatingas. A Chapada se estende pelos estados do Ceará, Pernambuco e Piauí.

A professora de Biologia Sarahbelle disse que a atividade foi pensada de forma interdisciplinar para permitir que os alunos “pudessem ver a realidade em si, sentir e tatear elementos da natureza explicados em sala de aula e toda riqueza de fauna e flora que existe na região do Araripe. Nas últimas aulas eles aprenderam sobre os líquens (seres vivos complexos que só se estabelecem em ambientes com ar limpo). E muitos se surpreendiam ao vê-los tão de perto”, disse.

A aluna Mariana disse que sentiu na pele o peso dos impactos ambientais na região. “Fiquei triste ao saber da extinção do macaco guariba e da ameaça de extinção que sofre o pássaro soldadinho do Araripe. Foi um momento de muito aprendizado, agradeço a todos os professores”.

A professora de Língua Portuguesa Jacinta Rodrigues disse que a aula “foi uma atividade que envolveu senso crítico e habilidades de conteúdo. Um momento maravilhoso e desafiador. A turma aprendeu teoria e prática porque uma coisa é falarmos sobre água pura outra, é eles terem a experiência de beber água pura com as próprias mãos direto da fonte guaribas”.

Demétrio, professor de Sociologia, ressaltou o valor dos alunos terem essa dinâmica. “Em sala de aula ensino para eles a importância do desenvolvimento sustentável e o impacto do consumo na natureza. Ao conhecerem um ambiente como a Chapada, eles passam a valorizar a preservação ambiental e garantem às próximas gerações um meio ambiente saudável”.

A professora Eva, disse que mesmo lecionando Informática, é adepta de momentos de integração com a natureza como esses. “Não podemos limitar o pensamento de nossos alunos. Eles precisam saber que existe um caminho sustentável para o desenvolvimento tecnológico. Para mim, foi marcante usarmos esse momento para fortalecer os laços de afetividade da turma”.

COM INFORMAÇÕES DO IFPB
Categorias
* ECONOMIA & NEGÓCIOS EDUCAÇÃO

IFPB discute bioeconomia na Semana de Educação, Ciências e Tecnologia em Cajazeiras

[dropcap style=’box’]E[/dropcap]sta é a décima edição da Semana de Educação, Ciência e Tecnologia do IFPB Campus Cajazeiras. O tema escolhido foi Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável.

A semana tem como proposta refletir sobre “a relação da sociedade e seus avanços materiais amparados numa cultura de respeito à subsistência e manutenção da vida, um grande desafio humano em diferentes âmbitos como economia, política públicas, ações, práticas culturais e produções tecnológicas e educacionais”.

A segunda-feira (18) foi reservada para as atividades de credenciamento das 19h às 22h que também aconteceu na terça (19) no período da manhã. Na sequência, café da manhã e a palestra de aberta sobre Empreendedorismo: tendências e reflexões ministrada pelo Prof. Me. Raimundo Guimarães Saraiva Júnior (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará).

A VII Mostra de Pesquisa, Inovação e Extensão acontecerá paralelamente ao evento. A mostra será realizada no dia 21 de novembro das 08h às 11h e das 19h às 22h, com dois segmentos: apresentação de produtos e ou/protótipos gerados no âmbito dos projetos ou através de banners.

Para mais informações, contate: sectcz@gmail.com

Confira a programação completa: AQUI

COM INFORMAÇÕES DO IFPB
Categorias
* EDUCAÇÃO

Dia da Consciência Negra será comemorado com ciclo de palestras no IFPB em Cajazeiras

[dropcap style=’box’]U[/dropcap]m dos países mais miscigenados do mundo e com mais de 19 milhões de pessoas autodeclaradas negras, o Brasil tem uma história de dores, lutas e dívidas com os negros. Marcada pela escravidão, são inúmeras as demandas sociais que a nação precisa solucionar. É uma dívida social bastante cara e ações afirmativas como cotas em universidades e concursos públicos são bem-vindas e um começo para fazer deste um país mais justo.

Nesta semana o IBGE divulgou que pela primeira vez na história os estudantes negros são maiores nas universidades públicas do país, reflexo direto da lei de cotas raciais, uma antiga demanda do movimento negro no país, sancionada em 2012 no governo da presidente Dilma Rousseff.

A Lei 12.711 chamada Lei das Cotas define que as instituições de ensino superior vinculadas ao Ministério da Educação e as instituições federais de ensino técnico de nível médio devem reservar 50% de suas vagas para as cotas. A UNE (união nacional dos estudantes) reconhece que “ações afirmativas favorecem alguém que foi historicamente discriminado e desfavorecido em consequência de políticas e formas de dominação que são consideradas injustas e desumanas pelos acordos e tratados internacionais de direitos humanos”.

Amanhã, 20 de novembro, comemoramos o dia nacional de Zumbi e da Consciência Negra, data instituída pela presidente Dilma Rousseff em 2011. Zumbi dos Palmares é uma importante figura da resistência negra. O dia da Consciência Negra é um momento para refletirmos sobre questões importantes da nossa sociedade que foi construída por meio da escravidão. Temas como racismo, desigualdade social e as tentativas de apagamento da cultura africana são debatidos no dia em quase todo o Brasil.

O professor de Sociologia Demétrio Gamboa e o Laboratório de Humanidades (LABUM) do IFPB Campus Cajazeiras promove um ciclo de palestras sobre o tema nesta quarta-feira, dia 20, a partir das 9h30 no Auditório. O evento acontece durante a X Semana de Educação Ciência e Tecnologia com os convidados: Igor Arraes professor de Língua Portuguesa que falará sobre o negro na literatura e a socióloga Mariana Moreira (UFCG).

COM INFORMAÇÕES DO IFPB
Categorias
* EDUCAÇÃO

Festa Literária de Cajazeiras vai homenagear o escritor Jorge Amado

[dropcap style=’box’]A[/dropcap] Flica (Festa Literária de Cajazeiras) é um evento público de caráter acadêmico e artístico, com vistas, ainda, a uma ação cultural de extensão voltada para a comunidade cajazeirense e comunidade circunvizinhas.

O evento tem caráter comemorativo, pois, na ocasião, será celebrado o quinto aniversário do Grupo Avançado de Estudos em Literatura (Gael), além de culminar o projeto de extensão “Não nasci assim…”, desenvolvido pelo grupo.

Segundo a organização do evento, é uma festa em campo aberto que pretende reunir, em sua organização, escritores, poetas, debatedores, músicos, atores e atrizes, artesãos, ativistas culturais e demais leitores interessados na experiência da literatura como vivência, seja por fruição, seja pelo aspecto formador de sua constituição.

A escritora Maria Valéria Rezende se fará presente na noite de abertura da Flica, proferindo a palestra “A realidade que supera os limites da imaginação”. Ela graduou-se em Língua e Literatura Francesas pela Universidade de Nancy e em Pedagogia pela PUC-SP; é Mestre em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba. Na década de 1960, trabalhou com educação popular, tendo atuado em diferentes regiões do país e em todos os continentes, em programas de formação de educadores. Publicou vários livros e artigos de não ficção, tendo sido agraciada em três oportunidades com o Prêmio Jabuti. Em janeiro de 2017 recebeu o Prêmio Casa de las Américas pelo livro Outros Cantos.

Mailson Furtado é do sertão. Nasceu em Cariré, em 1991 e cresceu em Varjota, uma cidadezinha no norte cearense, onde ainda reside. Em 2018, o escritor surpreendeu o país com dois prêmios Jabuti, o mais tradicional prêmio literário do Brasil, concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL). Seu livro À cidade foi eleito não só o melhor de poesia, mas também o livro do ano, honraria máxima da principal premiação literária do país. O jovem escritor estará na Flica na noite de encerramento, proferindo a palestra “Cidade do interior: de vozes sertanejas deste hoje e refer~encias do poetizar”.

A Flica, que homenageará o escritor Jorge Amado, será realizada na Praça Nossa Senhora de Fátima, uma das mais significativas da cidade, de 20 a 22 de novembro e tem uma promoção do Grupo Avançado de Estudos em Literatura (Gael), em parceria com a Universidade Federal de Campina grande (UFCG), entre outras instituições e sociedade civil organizada de Cajazeiras.

Categorias
EDUCAÇÃO

Secretaria de Educação de Cajazeiras dá continuidade a matrículas de alunos na rede municipal

[dropcap style=’box’]C[/dropcap]ontinua aberto o período de matrículas de alunos para as escolas da rede municipal de ensino de Cajazeiras para o ano letivo de 2020.

A secretária municipal de educação, professora Corrinha Delfino, reforça o chamamento para que os pais ou responsáveis compareçam à unidade escolar mais próxima de suas casas a fim de efetuarem as matrículas dos seus filhos.

Segundo ela, no dia 04 de novembro foi iniciado o cronograma de matrículas com os alunos veteranos e, a partir do início de dezembro, será a vez dos alunos novatos.

Corrinha Delfino reforçou também que todos os alunos matriculados nas escolas da rede municipal de Cajazeiras estarão concorrendo ao sorteio de uma bicicleta por unidade, que será feito no primeiro dia de aula, programado para 03 de fevereiro.

“No primeiro dia de aula, seguindo determinação do prefeito Zé Aldemir, estaremos fazendo a entrega, em todas as escolas do sistema municipal de ensino, do fardamento e do kit escolar do aluno”, acrescentou a secretária.

COM INFORMAÇÕES DA PREFEITURA DE CAJAZEIRAS