Cássio volta a cobrar ações efetivas e Senado irá debater efeitos da seca



O Senado Federal vai debater propostas de combate às pragas na agricultura do semiárido, que somada à estiagem, já provocaram a decretação de calamidade pública em mais de 60% dos municípios da Paraíba. “A situação atual é dramática, e mais uma vez faço um alerta para que o Governo Federal acorde e aja, tomando decisões que aliviem o sofrimento dos nossos pequenos produtores rurais”, afirmou o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) autor do requerimento de realização de audiência pública aprovado no início da tarde desta quinta-feira (03), pela Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR).

De acordo com a justificativa apresentada em seu requerimento, o tema da seca e das pragas remetem à graves problemas que causam prejuízos e danos ao pequeno produtor rural. Segundo cálculos de instituições do Governo Estadual, dos cerca de 160 mil hectares de plantio de palma forrageira na Paraíba, aproximadamente 40% já foram destruídos este ano em decorrência de ataques da praga – com destaque para a cochonilha-do-carmim – sobretudo, nos 21 municípios do Cariri paraibano (cerca de 70% da palma produzida no Estado está concentrada no Cariri e Curimataú). “O Governo precisa, urgentemente, resolver a questão das dívidas rurais, e o Ministério da Agricultura deve liberar mais recursos para pesquisa e combate as pragas que atingem a produção agrícola no semiárido nordestino”, cobrou Cássio Cunha Lima.

De acordo com sugestão apresentada pelo senador Cássio Cunha Lima e aprovada por unanimidade pelo plenário da CDR, serão convidados a participar da audiência pública, técnicos da Embrapa, Ministério da Agricultura, Emater/PB, Emepa/PB além de prefeitos e produtores, para discutir propostas de combate às pragas que há mais de dez anos provocam prejuízos a milhares de produtores nordestinos. “A praga é mortal, não só para a planta, mas principalmente para o pequeno produtor que fica sem renda e sem sustento”, afirmou Cunha Lima.

Cássio, em aparte ao discurso do senador Wellington Dias (PT-PI), disse que nesta quinta-feira, em Patos, sertão da Paraíba ocorreu um protesto de pequenos agricultores contra o Banco do Nordeste que não conseguem quitar os seus empréstimos junto aquela instituição devido, ao que o senador alertou, “a esta que pode ser considerada uma das piores secas dos últimos 30 anos na região”. 

FONTE: ASSESSORIA PARLAMENTAR

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *