Carnavalesco Zé Liança será o homenageado da Praça do Frevo, em Cajazeiras


O carnavalesco Zé Liança marcou época nos carnavais de Cajazeiras com sua escola de samba. Apesar disso, era uma figura que estava esquecida. Porém, no carnaval deste ano, ele será homenageado pela primeira vez.

Todos os anos uma figura marcante dos carnavais de Cajazeiras é escolhida para ser homenageada na Praça do Frevo. A Secretaria de Cultura e Turismo, que é responsável pela realização do carnaval, decidiu que em 2019 o homenageado será Zé Liança.

A homenagem está sendo organizada pelo neto, Luiz Frank Alexandre Formiga, que também criou um bloco carnavalesco denominado de “21 de Abril”, que desfilará na segunda-feira (4), a partir das 17h, na Rua 21 de Abril.

“É gratificante. Dentro do baú estava o histórico de Zé Liança. Com esse empurrão que a Secretaria de Cultura deu, resgatamos toda essa história”, disse.

A abertura da Praça do Frevo será no sábado (2) de Carnaval, com as presenças de familiares e componentes remanescentes da Escola de Samba 21 de Abril.

ZÉ LIANÇA

José Alexandre de Andrade, nasceu em 17 de Outubro de 1916, em Brejo Grande (CE). Era filho de João Alexandre de Andrade e Antônia Maria de Oliveira, ambos cearenses. Era casado com Francisca Pereira de Andrade, foi lavrador e residia na Rua 21 de Abril, na zona sul de Cajazeiras (PB) e teve cinco filhos: Valdenês, Valdenice, Valmir, Francineide e Francisca, além de 13 netos.

Aos 45 anos, Zé Liança era um carnavalesco dos mais destacados em Cajazeiras, tendo criado a Escola de Samba 21 de Abril para animar os carnavais da Praça João Pessoa. A Escola, que durou 20 anos, chegou a ter 70 componentes, ganhando várias vezes o concurso que era promovido pela Prefeitura Municipal.

Zeloso, ao terminar suas atividades na Praça Camilo de Holanda, Zé Liança se dirigia para sede, que era na sua residência, para guardar todos o material e instrumentos musicais que eram usado para a realização do desfile carnavalesco.

Além de carnavalesco, Zé Liança também era um forrozeiro que animava as festas juninas de Cajazeiras e região. Ao lado de Lacerda Eletricista (pandeiro), Valderi Liança (triângulo), Walmir (vocalista), Larismar Bezerra de Menezes, o Nóia (zabumbeiro), realizou várias apresentações na Difusora Rádio Cajazeiras, no programa “Forró do Varandão” que era apresentada por Jota Gomes.

Zé Liança faleceu em 28 de Maio de 1981, aos 64 anos, em decorrência de problemas de saúde, no antigo posto do INPS, em Cajazeiras, deixando saudades nos foliões, admiradores e familiares.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *