Categorias
* EDUCAÇÃO

Campus do IFPB em Cajazeiras realiza virtualmente colação de grau de 21 alunos

EDUCAÇÃO

A colação de grau é um dos momentos mais aguardados por estudantes de cursos superiores. É uma solenidade que marca a realização de sonhos diversos. Nesta segunda-feira (22), 21 alunos do Instituto Federal da Paraíba Campus Cajazeiras dos cursos de Análise em Desenvolvimento de Sistemas, Automação Industrial e Engenharia Civil puderam comemorar com suas famílias o resultado de anos de dedicação: concluíram uma das mais importantes etapas da vida e estão aptos para ingressar no mundo do trabalho.  

Para os recém formados, a experiência de colar grau virtualmente é uma novidade que não foi planejada, é o resultado do distanciamento social imposto pela crise da pandemia do coronavírus. Mas, ainda que diante desse cenário separatista, o momento foi de celebração. Mesmo na modalidade virtual, a cerimônia seguiu o rito universitário e todos os formandos participaram do juramento acadêmico conduzido pela concluinte do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Fernanda da Silva Vieira.  

Após a concessão do grau, André Albino de Sousa, formado em Engenharia Civil, proferiu o discurso em nome de todos os demais. André dividiu seu discurso em três partes, homenageando dessa forma o IFPB e seu corpo de servidores, os familiares e os formandos. Ele pediu para que a fé no ensino público fosse mantida e nomeou o Instituto como seu segundo lar. Por fim, André declamou um poema de Bráulio Bessa que destaca a constância do verbo sonhar, “sonhar é seguir, pensar, inspirar… são mil verbos que vem antes do verbo realizar”. Para ele, o momento foi de suma importância e permitiu que familiares distantes pudessem acompanhar a cerimônia via internet. “Foi uma alegria ímpar em meio ao caos que vivemos”, disse. 

A concluinte do curso de Automação Industrial Kelcylane de Araújo Cipriano disse que “a colação de grau virtual, foi algo que nunca imaginei presenciar. Porém, foi um momento único, no qual me emocionei bastante. Meus familiares de outros estados do Brasil ficaram conectados para presenciar esse momento tão importante da minha vida profissional”. 

A solenidade realizada por meio de vídeoconferência teve início às 19h e contou com a presença do Reitor do IFPB Cícero Nicácio Lopes, da  diretora de cadastro acadêmico Lígia Cabral, da diretora geral do campus Cajazeiras Lucreccia Petruccido diretor de Desenvolvimento do ensino Ricardo Job, do diretor de Administração e Finanças, Hugo Assis; dentre outros professores e outras autoridades. 

Lucrécia Petrucci ressaltou o simbolismo da colação de grau e pediu para que os concluíites “mantivessem a esperança para transformar os desafios em oportunidades, com coragem e obstinação”. Ao dizer que “esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir…” ela citou o educador e filósofo Paulo Freire.  

Nicácio Lopes, reitor do IFPB, parabenizou em especial os familiares dos formandos que tanto se esforçaram para que esse momento acontecesse. Ele ressaltou que “mesmo vivendo tempos sombrios, vocês levarão esse momento para sempre em seus corações. Vocês conseguiram, estão celebrando uma enorme conquista. Mas peço que considerem essa conquista como um ponto de partida e convertam o conhecimento adquirido no bem para as pessoas, pois o Brasil precisa muito de vocês”, disse. 

O professor Joab Andrade abrilhantou com seu saxofone a cerimônia em dois momentos ao executar o hino nacional e a canção tocando em frente, de Almir Sater.

Por REDAÇÃO

SUGESTÃO DE PAUTA: coisasdecajazeiras.pb@gmail.com - (83) 98822-0095

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *