O algodão e a Universidade

Read More

Nova etapa da Academia de Artes e Letras

Read More

O Nordeste e o mito Jair

Read More

Hoje pensei em escrever sobre corrupção. De novo. Falar de grandes empresários na cadeia, em particular, do drama de ficarem de cócoras na sentina, aquele buraco no chão da cela. Que horror! Falaria também do conluio entre fazendários, advogados e banqueiros, a inventar mutreta visando reduzir ou dispensar dívidas milionárias de impostos federais. E depois …

0 220

Vi as imagens na televisão e fotos nos jornais. Em pleno século vinte e um, na maior cidade do Brasil lá estava uma ruma de gente piedosa a cantar e rezar, pedindo chuva a Deus. Por coincidência, chovia na hora da procissão e os participantes iam de guarda-chuva aberto. A Igreja patrocinou o ato que …

0 225

A voz das ruas é plural. Ela nos chega em diferentes tons. Uns cantam com afinação, outros nem tanto, esbravejam, gritam, berram feito cabrito desmamado ou urram em jeito de vaca. As vozes das ruas são mais variadas do que o verde, o amarelo, o azul, o branco, o preto e todas as cores pintadas …

0 214

Ele organizou-se na varanda do meu apartamento com pedaços de madeira, cavalete, serrote, martelo, lixa, cola e tudo o mais que marceneiro usa. Da sala de estudo, onde costumo passar boa parte do dia (e da noite também), eu o surpreendia, vez por outra, olhando para mim com o rabo do olho. Aí ele tirava …

0 535

Encerro com este artigo a série que programei escrever sobre o mais grave e sangrento episódio da história política de Cajazeiras. Encerro, não por ter esgotado o tema, mas porque eu mesmo ando cansado de falar dele. Imagine o leitor! Deve estar tiririca com essas coisas do arco da velha, desenterradas a conta-gotas de surrados …

0 330