Apesar das chuvas, Boqueirão de Piranhas não tomou água


boqueirao-seco

Mesmo já tendo chovido este ano quase 400 milímetros na cidade de Cajazeiras, o Açude de Engenheiro Ávidos (Boqueirão de Piranhas), praticamente não tomou água e a situação continua crítica e muito preocupante.

As chuvas não estão caindo nas cabeceiras do açude, alimentando Rio e riachos, apesar de ter sido registrada na madrugada da última terça-feira, uma chuva em São José de Piranhas, de 69 milímetros, chegando a encher alguns pequenos reservatórios e fazer correr água nos riachos.

No momento, segundo a AESA, Boqueirão de Piranhas está com apenas 29 milhões 395 mil 176 metros cúbicos de água, representando apenas 11,5% de sua capacidade, que é de 255 milhões. Os meteorologistas já vinham prevendo que as chuvas iam aumentar na região nos meses de março e abril, entretanto, mal distribuídas.

A barragem de Lagoa do Arroz, também tomou pouca água, estando hoje, com 10 milhões 688 mil 762 metros cúbicos de água, que representa 23,7% da sua capacidade de armazenamento, no caso, 80 milhões 220 mil 750 metros cúbicos de água. O açude de Gamelas, em Triunfo, com capacidade para 472 mil 926 metros cúbicos de água, acumulou  36 mil 550 metros cúbicos de água, 7,7% de sua capacidade.

Já o açude Chupadouro I, que também secou e que abastecida São João do Rio do Peixe, com capacidade para 2 milhões 764 mil e 100 metros cúbicos, tomou apenas mil 512 metros cúbicos de água. Essas cidades estão sendo abastecidas por caminhões pipas e água de poços tubulares.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *