Andanças pelo Sertão de Cajazeiras #47


Recapeamento – O governador Ricardo Coutinho entregou, nesta quinta-feira (21), a restauração da PB-417 no trecho ligando o entroncamento BR-230/Bom Jesus, com extensão de 6 km. Para restaurar a estrada, que foi construída há mais de 30 anos e estava em estado crítico, o Governo do Estado investiu R$ 1,2 milhão. Cerca de 2.500 habitantes foram beneficiados com a nova estrada. Os principais serviços executados na obra da PB-417 foram: reciclagem da camada de base com adição de 30% de brita, recapeamento asfáltico da pista de rolamento e dos acostamentos em TSD, recuperação e limpeza do sistema de drenagem, roçada manual, sinalização horizontal e vertical.

Ações – O governador Ricardo Coutinho esteve, nesta quinta-feira (21), em São José de Piranhas, para entregar sistemas de abastecimento de água para seis comunidades da região, além de entregar o acesso à comunidade Serra do Braga, feito em parceria com a prefeitura. Na ocasião, o chefe do Executivo Estadual ainda assinou a ordem de serviço autorizando a revitalização da Travessia Urbana do município. O prefeito de São José de Piranhas, Chico Mendes, agradeceu o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado em prol dos cidadãos do município e destacou a importância das obras.

Greve – Os funcionários públicos da Assistência Social de São João do Rio do Peixe entraram em greve e lutam por respeito e valorização profissional. A reivindicação da categoria é pela implantação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da Assistência Social (PCCR), semelhante à luta encampada pelos profissionais da saúde no ano passado.

Pressão – O Ministério Público da Paraíba instaurou inquérito civil para que a Prefeitura de Monte Horebe realize concurso público. O promotor de Justiça Fernando Antônio Ferreira de Andrade percebeu que há necessidade porque a prefeitura continua a contratar pessoas por excepcional interesse público. O município é o mesmo que reajustou ilegalmente os salários do prefeito, vice, secretários e vereadores e que o Tribunal de Contas teve que suspender.

Arraiá da Rosa – Em ritmo de alegria e festa a Escola Municipal Rosa Dias do Nascimento, em Poço Dantas, realizou o tradicional Arraiá da Rosa. Trajes caipiras, músicas juninas, comidas típicas e a tradicional quadrilha agitaram a noite. O evento foi uma ótima oportunidade de confraternização e interação entre os alunos, pais de alunos, gestão escolar, professores e servidores. Um dos papéis fundamentais da escola é a preservação da cultura popular.

Meta atingida – No período de janeiro a 15 de junho do corrente ano, a Vara Única da Comarca de Bonito de Santa Fé julgou 373 processos distribuídos até 31 de dezembro de 2014, o que corresponde a 80% do total do acervo inicial, que era de 466 ações. Com esse feito, a Unidade Judiciária cumpriu a Meta 2 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), antes mesmo do prazo previsto, que é dezembro de 2018. A Unidade conseguiu, também, no mesmo período, atingir as metas 4 e 6 do Conselho Nacional de Justiça, em 71% e 85%, respectivamente.

Sem salários – Os servidores municipais de Joca Claudino paralisaram suas atividades para cobrar o reajuste nacional do Magistério, a criação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração e principalmente o salário do mês de maio. O ato foi coordenado pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Joca Claudino.

Débito – O ex-prefeito de Triunfo, Damísio Mangueira, teve suas contas exercício 2013 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Diante das irregularidades comprovadas pelos Conselheiros do Tribunal de Contas, chegou a ser imputado débito ao ex-prefeito Damísio Mangueira no montante de R$ 548.584,40.

Registro Espúrio – O Ministério do Trabalho determinou a suspensão temporária do Sindicato dos Funcionários Municipais de Bonito de Santa Fé. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). A medida visa analisar possíveis irregularidades após deflagração da operação ‘Registro Espúrio’ para investigar a existência de um esquema de concessão fraudulenta de registros sindicais. A portaria ainda determina a reanálise das certidões sindicais num prazo de três meses que será feita por uma comissão composta por três servidores da Secretaria de Relações do Trabalho.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *