Alunos do IFPB de Cajazeiras participam de aula de campo na Chapada do Araripe


Os alunos do primeiro ano do curso técnico em Informática do IFPB Campus Cajazeiras se orgulham da união da turma. E num dia de aula atípica promovida pelas professoras Eva Campos, SarahBelle Leite, Jacinta e pelo professor Demétrio Gamboa na Chapada do Araripe, região de Barbalha, no Ceará, eles puderam celebrar essa afinidade que é uma marca da turma.

Ansiosos para fazer a trilha na Chapada do Araripe e terem sua primeira aula de campo, muitos se surpreenderam com as belezas naturais da Chapada. A aluna Isabelly disse que “a experiência ficará marcada em sua memória. Para mim, foi um momento de conscientização porque não é todo dia que temos contato com a natureza e vimos de perto o quanto precisamos preservar o meio ambiente”. O aluno Gabriel disse que “o mais especial foi a possibilidade da turma se confraternizar. Eu aprendi e me diverti ao mesmo tempo”.

Ao adentrar a Chapada do Araripe numa trilha com duração de três horas, os alunos tiveram contato direto com uma variedade de formas de relevo e de classes de solos e vivenciaram a variação climática causada pela existência de redutos de mata atlântica e de cerrado em pleno domínio das caatingas. A Chapada se estende pelos estados do Ceará, Pernambuco e Piauí.

A professora de Biologia Sarahbelle disse que a atividade foi pensada de forma interdisciplinar para permitir que os alunos “pudessem ver a realidade em si, sentir e tatear elementos da natureza explicados em sala de aula e toda riqueza de fauna e flora que existe na região do Araripe. Nas últimas aulas eles aprenderam sobre os líquens (seres vivos complexos que só se estabelecem em ambientes com ar limpo). E muitos se surpreendiam ao vê-los tão de perto”, disse.

A aluna Mariana disse que sentiu na pele o peso dos impactos ambientais na região. “Fiquei triste ao saber da extinção do macaco guariba e da ameaça de extinção que sofre o pássaro soldadinho do Araripe. Foi um momento de muito aprendizado, agradeço a todos os professores”.

A professora de Língua Portuguesa Jacinta Rodrigues disse que a aula “foi uma atividade que envolveu senso crítico e habilidades de conteúdo. Um momento maravilhoso e desafiador. A turma aprendeu teoria e prática porque uma coisa é falarmos sobre água pura outra, é eles terem a experiência de beber água pura com as próprias mãos direto da fonte guaribas”.

Demétrio, professor de Sociologia, ressaltou o valor dos alunos terem essa dinâmica. “Em sala de aula ensino para eles a importância do desenvolvimento sustentável e o impacto do consumo na natureza. Ao conhecerem um ambiente como a Chapada, eles passam a valorizar a preservação ambiental e garantem às próximas gerações um meio ambiente saudável”.

A professora Eva, disse que mesmo lecionando Informática, é adepta de momentos de integração com a natureza como esses. “Não podemos limitar o pensamento de nossos alunos. Eles precisam saber que existe um caminho sustentável para o desenvolvimento tecnológico. Para mim, foi marcante usarmos esse momento para fortalecer os laços de afetividade da turma”.

COM INFORMAÇÕES DO IFPB

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *