Alceu e Elba comandam frevo na despedida da folia no Recife


elbaalceu4701-624x461

Cativos na programação da última noite de shows no Carnaval do Recife, Alceu Valença e Elba Ramalho mais uma vez se apresentaram na amarga – porém frevante – despedida da folia momesca no Marco Zero. Nesta já madrugada de Quarta-feira de cinzas (5), tanto o pernambucano quanto a “paraibucana” (como se intitulou Elba Ramalho) seguiram a receita de sucesso em seus shows: um gordo repertório de frevos-canção e cirandas, pra que todo mundo pudesse gastar as últimas gotas de energia remascentes dos quatro dias de Carnaval.

Cantora emendou sequência de frevos-canção (Foto: Vanessa Silva/ Especial para o NE10)

Nesta edição da festa, Elba optou por um repertório enérgico, dando pouco espaço para o descanso entre os ritmos. Após ter desfilado uma sequência de sucessos do Carnaval pernambucano, como o Hino do Elefante, Hino do Ceroula, Bom demais e Me segura que senão eu caio, a loira disparou releituras em frevo para músicas pop, como Sonífera Ilha, dos Titãs, que ganhou novos acordes pela banda que acompanha a cantora.

Já Alceu, que subiu ao palco antes da quase-conterrânea, veio com um figurino típico de Homem da Meia Noite. “Show no Carnaval tem que ser de Carnaval”, disse ele, entoando o público com sucessos como Diabo Louro, Bicho Maluco Beleza, Vampira e Luanda.

Alceu cantou suas músicas mais conhecidas (Foto: Patrícia França/ Especial para o NE10)

Crítico e autêntico, o cantor desabafou sobre a importância do frevo como cultura imaterial do Estado. “A festa Magna de Pernambuco é o Carnaval, temos frevo aqui. Nas rádios só tocam frevo nesta época”, reclamou, acrescentando que o artista é o espelho do seu povo, e o seu povo o espelho do artista. O repertório do artista contou ainda com Beijando a Flora, Ciranda da Rosa Vermelha e Frevo da Lua.

Apesar de não terem ousado no repertório, os nomes mais tradicionais do Carnaval pernambucano foram aclamados pelo público, que se manteve firme e frevante ao longo das duas apresentações. Elba terminou o show já na madrugada desta Quarta-feira de Cinzas (5), quase que pedindo para não ir embora. “Posso tocar mais duas?”, perguntou à produção antes de encerrar a apresentação. Após a passagem dos dois meteoros do frevo pelo Marco Zero, muita gente continuou no local para aguardar o orquestrão de frevo, que levará a percorrer as ruas do Bairro do Recife aqueles que ainda não se conformaram com o fim do reinado de momo.

NE10

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *