A Reforma da Previdência passou na Câmara. Não existe outro assunto nos nossos telejornais, redes sociais, em todo lugar onde se passa. Então vou tecer um comentário, parodiando um livro que comecei a ler com 11 anos e nunca mais parei, já o li umas 50 vezes, que de autoria de Mario Puzo, que se chamava “O Chefão” e depois que foi para as telas se chama hoje “O Poderoso Chefão”, quase todo mundo viu o filme, mas acho que poucos leram o livro, Numa parte, Don Corleone fala para Tom Hagen e como eu li: “Consiglieiri, já é tempo de contar a seu Don aquilo que todo mundo já sabe”. Assim, vou dizer o que eu e todo mundo pode e deve saber sobre a reforma da Previdência, a população do Brasil, apesar de todos os esforços para que isso não aconteça (criminalidade, maus hábitos, drogas, péssimos governos, etc.), está ficando cada vez mais velho. Os novos medicamentos e a diminuição da fome são fatores que contribuem para isso, e de 64 anos, a vida média do brasileiro já passou dos 70 anos, e vai ainda mais.

Assim, o modelo que se estabeleceu para a Previdência quando ela foi criada, como os trabalhadores da ativa contribuindo para que os aposentados recebam, cada vez mais aposentados estão chegando lá enquanto os da ativa vão crescendo menos, assim, o Estado Brasileiro tem que chegar junto para complementar a Previdência deficitária cada vez mais, e sempre, por mais poderoso e rico que for, sempre existe um limite.

Então o decantado “rombo da previdência”, vai retirando do Estado o que ele deveria empregar recursos, e a Saúde, a Segurança Pública e a Educação, vão ficando cada vez mais deficientes, e existe limite para isso, se não hoje, para daqui a muito pouco tempo.

Assim, ainda no tempo de Lula Presidente, se acenou com uma reforma, que não foi à frente, no tempo de Dilma, ela anunciou também uma reforma, que eu me lembro muito bem, ela falando na televisão: “Não é projeto de Dilma, nem de partido algum: É um projeto para o Brasil”, que ”impichada”, Dilma não conseguiu avançar, Temer apresentou outro projeto, que também não prosperou e hoje o novo presidente Bolsonaro, com a ajuda do Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, conseguiram aprovar.

Durante todo esse tempo, houveram mudanças e aperfeiçoamentos, mas fica como um mistério, uma caixa preta, ou como a mitológica “Caixa de Pandora” que aberta saíram todas as desgraças do mundo, ficando somente a Esperança dentro. É como eu e acho que a maioria, que não é especialista não sabe, se essa reforma vai funcionar, e quem vai perder e ganhar com o que foi aprovado.

Mais tinha a dizer, mas paro por aqui, não sou chegado a futurologia e muito menos sou expert nessa matéria, mas a pessoa que eu conheço que na minha opinião melhor sabe dessa matéria, que inclusive é nosso conterrâneo, Leonardo Rolim, se ele ficou satisfeito, alguma coisa boa deve vir.

No mais é enfrentar o que há de vir, e nesses tempos de crise, esperar que contribua para que ela passe.

Até os direitistas mais radicais, aqueles bolsonaristas de primeira hora, já estão receosos que a crise está atingindo eles, ou como me disse um amigo muito abastado, que tem uma rede de comércio: Não podemos fazer investimentos enquanto não houver sinalização da reversão dessa expectativa, que segundo ele me disse, quem compra mesmo, é o pobre, o rico pega um avião e vai para o Primeiro Mundo.

Eu pensei: até tu Brutus.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *