A Faisqueira do Gazeta


E o carnaval?  Perguntas ainda sem respostas sobre o carnaval de Cajazeiras: Vai ser mesmo na Juvêncio Carneiro? Como vai ser o financiamento, público ou privado? O folião vai poder entrar com seu litrinho de uísque? Houve licitação para contratar as bandas? O dinheiro dos camarotes vai pra conta de quem? E os barraqueiros vão poder comprar as bebidas em qualquer distribuidor?  Estas e outras indagações eram feitas pelas oposições no governo de Denise. E agora?

Carlos Antonio  O ex-prefeito de Cajazeiras, médico Carlos Antonio, postou em sua página do Face book: “A ingratidão mata qualquer sentimento por mais forte que seja. O mundo dá muitas voltas. Tem pessoas que pensam que ele é parado. Cuidado para não cometer ingratidão com quem te deu a mão. Tem um velho provérbio: o prato em que se cospe hoje pode ser o mesmo no qual se alimentará amanhã.” para quem se destina? Talvez, para muitos. No poder até o rabo do jumento é doce.

Só para os amigos do rei  Tem corrido como um rastilho de pólvora noticia de que o trator da prefeitura de Cajazeiras estaria cortando terras com seu arado, somente dos agricultores que teriam votado em Zé Aldemir. Seriam coisas do vice-prefeito, que é dublê de secretário de agricultura, que talvez Zé Aldemir não tenha conhecimento?

Dez a zero  Observadores dos movimentos da política cajazeirense comentam que a Dra. Paula Meireles, secretária de saúde do município e esposa do prefeito, dá de dez a zero no marido no “traquejo” do cotidiano da política, além de ter mais “jogo de cintura”.

Insatisfação  O vereador Neguim do Mondrean não estaria participando das ações públicas da prefeitura de Cajazeiras, ao lado de José Aldemir, por uma única razão: insatisfação, ou no plural insatisfações. Comentou-se, neste final de semana, que teria entregado o cargo o qual a sua esposa tem na Policlínica à disposição do prefeito. Estas insatisfações seriam também o motivo de sua ausência na sessão da Câmara para a sessão que aprovou projetos oriundos do Poder Executivo? O que será que tem debaixo deste angu?

Sem poder  Vazou uma informação, direto da secretaria de saúde, que o Dr. Eduardo Coelho, assessor da mesma (que aguarda a criação da secretaria executiva de saúde) não estaria tendo poder de comprar um palito de fósforo, fato que o estaria deixando chateado. Dra. Paula sentou em cima da chave do cofre e ponto final.

Zerinho, zerinho  O que mais se comenta pelas esquinas da cidade é de que o vereador Jucinério Félix, quando era opositor, dá de onze a zero em toda a bancada da atual oposição de Cajazeiras, na Câmara Municipal. Em matéria de oposição, os onze vereadores são iguais, a zero. Eita lasqueira!

Café no bule  A vereadora Léa Silva (DEM), instada sobre seu silêncio, teria dito: “tenham calma”. Disse está aguardando o funcionamento do site da prefeitura e do Portal da Transparência, para checar várias “denúncias” que teriam chegado às suas mãos, para da tribuna se pronunciar. Quando fevereiro chegar… aí vai ter carnaval também na Câmara?

Céu de brigadeiro  O senador Deca, como gosta de ser chamado, nos últimos dias, não tem perdido em Cajazeiras nem jogo de bila. Neste final de semana participou ativamente de um show pirotécnico de aviões, no aeroporto da cidade. Pouco a pouco vem decolando sua candidatura a deputado federal. Tomou gosto pela política, principalmente depois que passou três meses num lugar que muitos chamam de paraíso: o senado federal.

Sob pressão  Os funcionários da área de saúde de Cajazeiras botaram o pé no bucho: ou pagava o mês de dezembro ou não iriam trabalhar. Como deflagrar a campanha contra a dengue? A prefeitura deu “um jeito certo” e mandou depositar os “corrós” na conta dos servidores.

O discurso de Zé  Comentário postado numa rede social sobre o discurso de posse do prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir: “foi horrível. Sem nem se dar ao trabalho de ser magnânimo na vitória (o que não é muito difícil), ele apelou para sentimentos e práticas já extintas dentro de um conceito moderno de se fazer política”. Será que o autor da postagem queria que tivesse sido igual aos Estados Unidos? Eita distância da “muléstia”!

Sem pé no freio  O advogado Adjamilton Pereira deu inicio a sua peregrinação pelos sítios do município de Cajazeiras pedindo votos para prefeito, apostando que não haverá reeleição e de que será o indicado pelo atual grupo da situação.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *