A Faisqueira do Gazeta

Coluna semanal do jornal Gazeta do Alto Piranhas

É preciso um legislativo independente para fiscalizar os poderosos e impedir que eles façam o que bem entendem com o dinheiro do imposto que você paga (Da boca do povo)

Contagem progressiva  Faz 25 dias que Cajazeiras, através do prefeito Zé Aldemir, pediu uma audiência, oficialmente, ao governador João Azevedo, mas que já havia sido feita pessoalmente ao mandatário estadual, antes da sua posse, em Brasília. O prefeito fará uma reunião com os diversos segmentos da sociedade cajazeirense para construir uma agenda positiva para ser entregue ao governador. Será que ele já abriu o envelope que levou o ofício?

Proibido entrada  Durante o recesso junino nenhum vereador de Cajazeiras teria tido acesso ao seu gabinete. O presidente ficou de plantão na porta do prédio e os funcionários ou outras pessoas só entrava quem ele determinava. Desde o inicio da atual gestão, tendo a frente o vereador Zé Albuquerque, só existe uma cópia da chave da porta da Casa de Otacílio Jurema, que vive pendurada nos cós de sua calça.

Proibido entrada  Algumas pessoas estariam aguardando, na porta da Câmara um vereador, para serem atendidas em seu gabinete, mas foram logo avisadas pelo intrépido presidente: podem cair fora, peguem o beco porque aqui está de recesso e não entra ninguém. Ôxente! E aqui não é a casa do povo e agora é só sua? Retrucaram as pessoas diante o raivoso dignitário.

Aves agourentas  Para desespero de alguns oposicionistas, que desejavam o rompimento político de Dra. Paula com o prefeito Zé Aldemir, terminaram de cair do cavalo, quando os dois embarcaram para João Pessoa no mesmo veiculo, depois da mesma participar de várias solenidades e nos discursos a “rasgação de seda” entre eles terminou acabando o estoque da cidade.

Desova de defuntos  Um habitante da Zona Norte, aonde vai ser construído o novo cemitério da cidade, está sugerindo que os mortos daquela região deveriam ser levados para João Pessoa e colocados na sala da SUDEMA até o órgão liberar a licença para construir o campo santo, que parece mais novela de televisão, das que têm 190 capítulos.

Panela de pressão  A deputada estadual, Dra. Paula Franssinete, segundo alguns analistas políticos, estaria à disposição dos seus correligionários e parte das oposições de São José de Piranhas, para ser candidata a prefeita da cidade, para “pressionar” o deputado estadual Jeová Campos a se compor com Zé Aldemir, em Cajazeiras, nas eleições municipais. Aí, união feita em Cajazeiras se estenderia em torno da de Chico Mendes nas terras de Jatobá. Prego tem cabeça para levar porrada, mas o homem tem cabeça para pensar.

Construindo soluções  Os deputados Júnior Araújo e Jeová Campos se uniram para encontrar uma solução para pagar os meses atrasados dos transportes escolares dos estudantes da Nona Região. A reunião entre os dois e os proprietários de veículos teria sido na residência de Júnior Araújo. A união faz a força. Este “encontro” deu o que falar.

Sem índios  A cidade de Cachoeira dos Índios, segundo os olheiros de plantão, estaria precisando tomar um rumo, pois até o momento poucas obras e serviços têm sido vistos pelo território do município. Já em 2017, teria havido uma farra de 700 mil reais só com festa e o TCE-PB estaria cobrando explicações do prefeito. Enquanto isto a população é quem dança.

Fazenda de bois  Um gestor da Região do Alto Piranhas está sendo chamado “O Rei do Gado”. Todo o seu salário está sendo investido exclusivamente em bovinos. Ao final do quarto ano do mandato, projeta-se cerca de 2.000 aquisições, sem contar as parições das fêmeas. Dizem que tem cuidado mais de seu rebanho do que de seus munícipes. É chifre que não acaba mais e daria um para cada eleitor dele. O chifre entre os sertanejos é símbolo de traição.

E a transposição? O deputado das águas, Jeová Campos, precisa retomar a sua luta em defesa da transposição das águas do Rio São Francisco, principalmente a do trecho entre o Ceará e a Paraíba. Nos últimos meses tem sido um silêncio perturbador. Parece que o Brasil e seu Congresso só pensam na previdência social. Será que ela seria a salvação dos males do Brasil?

Rastro de serviços  Dra. Paula continua colhendo os frutos da sua gestão junto à secretaria de saúde de Cajazeiras. Esta semana, ao lado do atual secretário, Helano II e do prefeito Zé Aldemir, inaugurou a Unidade Básica de Saúde, do Sítio Almas, obra que estava paralisada por determinação da justiça, já que estava incluída na Operação Andaime. Em entrevista na Rádio Alto Piranhas, ao jornalista Fernando Caldeira, no Trem das Onze, fez uma longa prestação de contas de sua gestão e fez questão de pontuar: “sem corrupção e desvio de recursos”.

VIA GAZETA DO ALTO PIRANHAS

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *