Paparicado  Mesmo tendo desistido de concorrer ao governo do Piauí, o cajazeirense e ex-senador João Vicente Claudino, continua sendo cortejado para fazer parte das chapas majoritárias daquele estado, tanto como senador ou vice-governador. Seu pai, João Claudino, o homem mais rico do Piauí, diz: “não estou vendo nada”. Enquanto isto João Vicente está no Peru fazendo turismo.

Sem rumo   As indefinições em torno da composição das chapas majoritárias no estado da Paraíba têm deixado muita gente igual a cachorro que cai de cima do caminhão da mudança: sem rumo e totalmente desnorteado. Alguns ainda aguardam a campanha “pegar fogo” para dizer em quem vão votar para ter mais chance de não perder o voto e ter a perspectiva de “se arrumar” no futuro. No poder até o rabo da jumenta é doce.

Servindo de gozação  A CPI do IPAM, que foi aprovada esta semana pela Câmara Municipal de Cajazeiras, está servindo, através das emissoras de rádio, de “galhofas” e “gozações” e ninguém acredita que dê alguma coisa ou pelo menos um furo com espinho de carrapicho.

Rombinho  O buraco existente nas finanças do Instituto de Aposentadoria dos Funcionários da Prefeitura de Cajazeiras, já estaria tendo a dimensão de 80 milhões de reais. Delfim Neto, ex-ministro, afirmava que “dívida não se paga, se rola” e partindo deste principio, quem for inteligente e sagaz, paga o que pode e o resto manda de ladeira abaixo. Até hoje ninguém foi pra cadeia ou teve o seu nome no Serasa por deixar de pagar esta “pequeníssima” dívida do IPAM.

Novo apelido  O prefeito de Cajazeiras, médico José Aldemir,  tem freqüentado mais os gabinetes ministeriais da capital federal do que o seu em Cajazeiras, por isto os correligionários o estão chamando de Zé Brasília e por trás destas idas estão um cheque de 6 milhões de reais que Michel Temer lhe prometeu para custeios e mais 2,5 milhões para asfaltar uma dezena de ruas. Não correndo atrás, fica só na promessa.

Estranho  O empresário João Claudino Fernandes passou, entre os dias 21 e 25, visitando amigos na  Paraíba, Rio Grande do Norte  e Pernambuco, mas não botou os pés em Joca Claudino, que estava comemorando sua emancipação política, mas não deixou de colaborar com a famosa cavalgada que ali se realiza todos os anos.

Jeová Campos  O deputado estadual e candidato a reeleição, Jeová Campos (PSB) fez uma declaração pública que estava curado do câncer na laringe e que Deus o salvou, “mas torceram para que eu morresse”. A quem interessaria a morte do deputado? Como ele tomou conhecimento? Nem “João Fumaça” grande colaborador e perspicaz repórter da Faisqueira, conseguiu ainda descobrir quem quer ver o deputado morto.

Conspiração  Nunca se conspirou tanto na política da Paraíba, neste período em que antecede a escolha dos candidatos ao governo do estado, ao senado e a vice-governador. A cada minuto surge uma nova noticia, para em seguida vir uma nova especulação. Tem gente dormindo candidato e amanhecendo na rua amargura.

Favorecendo Campina Grande  Os campinenses, que sempre conquistaram, de forma majoritária, o maior número de cadeiras no Congresso Nacional, poderá a partir de 2019, caso José Maranhão seja eleito governador da Paraíba, ter mais um senador: Nilda Gondim, mãe do deputado federal Veneziano, que é candidato ao senado.

Triplo mandato  Campina Grande e a Paraíba poderão fazer história, dependendo dos resultados das eleições, tendo mãe e filho com mandatos de senadores: Nilda Gondim (primeira suplente de José Maranhão) e Veneziano que é candidato ao senado. Isto não é mais uma panelinha, mais um grande caldeirão familiar. Tem mais: Cássio eleito, Campina fica com três senadores. Acha pouco ou quer mais?

Bastidores  Nas entranhas das campanhas dos três candidatos a deputado estadual em Cajazeiras, Dra. Paula, Jeová Campos e Júnior Araújo está rolando uma luta por fatias eleitorais muito forte, tipo de quem “for fraco saia do meio se não passo por cima”. Como a oferta é pequena, o “preço” de determinados apoios está custando os olhos da cara e se não tiver milho na mochila, vai faltar voto na urna.

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *