[2001] Só em 1991, o Cocodé comeu mais de 1.250 sacos de cimento

Das páginas do Gazeta do Alto Piranhas para a posteridade

Depois de uma semana de trabalho interno, examinando uma pilha de 3.191 laudas de documentos, a CPI das Obras Inacabadas da Câmara Municipal, e que investiga também o destino da venda dos galpões da Santa Cecília, já descobriu indícios de que houve excessos e irregularidades na compra de materiais de construção.

Só no exercício fiscal de 1991, por exemplo, a CPI descobriu que o Palácio do Cocodé, uma obra da lavra da administração do ex-prefeito Vituriano de Abreu (PMDB), comeu mais de 1.250 sacos de cimento. Há notas fiscais e notas de empenho comprovando esses números estarrecedores.

O vereador Kleber Lima, presidente da CPI, revelou que a CPI descobriu também documentos que comprovam a compra de louça sanitária para vários banheiros, inclusive com acessórios tipo saboneteira e porta-toalhas, entre outros; grande quantidade de materiais elétricos, incluindo lâmpadas fluorescentes e incandescentes, e 24 quilos de parafusos apenas numa nota de empenho.

A CPI vai tentar descobrir se houve desvio desses materiais e qual a destinação de tudo que foi comprado com recursos públicos.

GAZETA DO ALTO PIRANHAS – ANO 3 – Nº 152 (16 a 22/11/2001)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *